LOADING

Type to search

Share

[:pt]

Conforme apresentado em “Banco do Brics pode servir a interesse de Inteligência Estratégica da China”, está sendo disseminado na mídia a existência de uma parceria estratégica entre China e Rússia para monitoramento mundial em massa, por meio do programa de computador chamado International Global Monitoring System “Grand Expert”, ou, simplesmente, “Grand Expert”, da empresa International Non-Profit Social Movement.

Em consulta ao comunicado oficial dos “Projetos” do New Development Bank BRICS (NDB BRICS), e à empresa nele mencionada como responsável pelo empreendimento tecnológico, a International Non-Profit Social Movement (www.grand.expert), a situação encontra-se da seguinte forma:

  1. O site está “em construção”;
  2. Observadas as informações com transliteração de texto indo inicialmente do russo para ser convertido em inglês, língua mundial de negócios, presume-se que o desenvolvimento técnico do projeto esteja nas mãos da Rússia;
  3. O domínio de Internet grand.expert foi registrado em 30 de julho de 2014, na empresa Internet Invest, Ltd. de Kiev (Ucrânia);
  4. O “Protocolo de Internet” nº 213.239.220.5, mais conhecido pela sigla em Inglês “IP”, revelou que o Banco de Dados do software está hospedado na empresa Hetzner Online GmbH de Gunzenhausen, na Bavária (Alemanha)*;
  5. Apesar de o site estar “em construção”, utiliza mapas de imagens fotográficas de satélites da NASA, a agência espacial estadunidense – de domínio público, por meio do Google Earth – e uma “Tabela de Pesticidas”, separados por “Classificação de Movimento do Pesticida”, como “alto”, “baixo”, “muito alto” e “muito baixo”, “a sobrevida do solo”, “solubilidade na água” (mg/l) e o “coeficiente de absorção” (solo Koc), provavelmente para testes de funcionalidade do site e aumento do tráfego pela comunidade científica;

É possível intuir que China, Rússia e Alemanha são possíveis aliados no novo programa mundial de monitoramento, “Grand Expert”, provavelmente para rivalizar com o Echelon, o qual os observadores chamam pejorativamente como “Big Brother”, que se tornou o programa de inteligência e vigilância global em massa dos Estados Unidos da América, Canadá, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia, países membros do bloco “FIVE-EYES”, conforme foi denunciado pelo ex-analista da Agência Nacional de Segurança dos EUA, Edward Snowden**.

———————————————————————————————–                    

* A manutenção, na Alemanha, do banco de dados de um software desenvolvido pela Rússia, com investimento majoritariamente da China, nos remete à Nota Analítica “Lenta e gradativamente, Alemanha se aproxima da China, líder dos Brics”. Fonte:

http://jornal.ceiri.com.br/lenta-e-gradativamente-alemanha-se-aproxima-da-china-lider-dos-brics/

** Edward Snowden está refugiado na Rússia.

———————————————————————————————–                    

Imagemts a simple design, but maybe itll save someone else work in the future / é um desenho simples, mas talvez ele possa salvar alguém de mais trabalho no futurotradução livre” (Fonte):

https://en.wikipedia.org/wiki/ECHELON

[:]

Marcelo de Montalvão - Colaborador Voluntário

Graduado em Direito (2000) pela Universidade da Amazônia, é diretor da Montax – Inteligência & Investigações e autor de Inteligência & Indústria – Espionagem e Contraespionagem Corporativa. Pesquisa Marketing de serviços, Guerra Econômica, Economia Política e áreas afins. Como Advogado criminalista, tem foco em ações antilavagem de dinheiro para Recuperação de ativos desviados de fraudes.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.