LOADING

Type to search

Share

Na quinta-feira passada, 30 de maio, o grupo libanês shiita, Hezbollah, ordenou que membros do Hamas, organização islâmica palestina, se retirem do Líbano imediatamente. A ordem teria sido resultado do apoio do Hamas a grupos da oposição ao governo de Bashar al-Assad, na Síria[1].

Segundo fontes, o braço militar do HamasBrigadas Ezzedine al-Qassam – estaria treinando grupos do Exército Livre da Síria em Damasco. Tal decisão poderia ser um indício de que o Hamas estaria cortando de vez a aliança e patrocínio sírios e aceitando investimento do Qatar[2].

O Hamas recebe auxílio financeiro e apoio político da Síria desde 1999, quando o grupo foi expulso da Jordânia. Seu líder político, Khaled Mashaal, residiu em Damasco até 2012, quando se mudou para o Qatar. Meshaal afirmou que a mudança estava relacionada ao conflito civil, que completa seu terceiro ano na Síria. No entanto, na época em questão, o jornal impresso em língua árabe, “Asharq Al-Aswat”, de Londres, reportou que o real motivo foi o apoio do “Hamas” à oposição síria[3].

O representante do Hamas no Líbano, Ali Baraka, negou a veracidade da ordem de retirada por parte do Hezbollah”. Baraka declarou o seguinte: “Nós contatamos oficiais do ‘Hezbollah’ que também ficaram surpresos com a notícia. O ‘Hamas’ vai permanecer no Líbano e nada mudou até agora [4].

Assim como as forças de oposição sírias, o “Hamas” é uma organização islâmica de crença “sunita”. O “Hezbollah”, por sua vez, é “xiita”. Ambos são aliados do Irã, também “xiita”, que os auxilia com apoio financeiro e militar.

————————————

Imagem (Fonte):

http://www.ikhwanweb.com/article.php?id=14819

————————————

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.middle-east-online.com/english/?id=59095

[2] Ver:

http://www.thetimes.co.uk/tto/news/world/middleeast/article3731407.ece

[3] Ver:

http://www.aawsat.net/2012/02/article55243042

[4] Ver:

http://www.ynetnews.com/articles/0,7340,L-4386246,00.html

Tags:
Carla Albala Habif - Colaboradora Voluntária

Mestranda em História Comparada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Bacharel em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e especializada em Relações Internacionais Contemporâneas (PUC-Rio). Com foco em política no Oriente Médio, participou da “The Israeli Presidential Conference – Facing Tomorrow” - sob os auspícios de Shimon Peres - nos anos de 2011 e 2012, tendo realizado outros cursos na área em Israel.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!