LOADING

Type to search

Hong Kong como o símbolo de uma nova China

Share

O dia 1o de julho de 2017 marca vinte anos do retorno de Hong Kong para a jurisdição territorial da China, após mais de 150 anos sob o domínio da Inglaterra. Hong Kong é a cidade mais importante da região econômica denominada de Delta do Rio das Pérolas, um polo industrial que conecta a China às cadeias globais de valor. Os efeitos dinâmicos irradiados por esta região têm um impacto a nível global.

Mapa demonstrando a região do Delta do Rio das Pérolas

O Delta do Rio das Pérolas é composto por Hong Kong, por nove cidades oriundas da província de Guangdong (Cantão), além da cidade de Macau. O conjunto da região contabiliza 68 milhões de habitantes, mais do que toda a população do Reino Unido e movimenta o equivalente produtivo de US$ 1,3 trilhão. A título de comparação, o poder econômico dessa localidade se equipara ao de toda a economia da Rússia e supera o tamanho da economia do México. Além disto, a área possui um dos mais elevados PIB per capita da China.

As políticas econômicas de Deng Xiaoping tiveram uma relação direta com a competitividade do Delta do Rio das Pérolas, que possui um regime econômico especial, permitindo níveis menos elevados de impostos e menos regulação. O Governo chinês vem estimulando a formação e o adensamento de clusters de cidades em seu território, como uma política nacional de desenvolvimento. Cabe ressaltar que no ano de 1979 a economia do Delta do Rio das Pérolas era predominantemente rural.

 

Composição da pauta exportadora de Hong Kong, dividida por setores

 

Hong Kong atua como um polo financeiro e de serviços a nível global, ao passo que Macau se tornou um centro turístico e de entretenimento. As cidades de Cantão possuem foco nas atividades comerciais e Shenzhen desponta como um centro de inovação e criação de tecnologia. O cluster de cidades se completa pela forte atuação de Foshan e Dongguan como polos manufatureiros. Hong Kong possui ainda outra característica importante que a destaca: a cidade atua como o símbolo de uma nova China, vista como um país inovador e moderno. O sistema educacional de alto nível e a gestão urbana eficiente são alguns dos principais elementos que propelem a imagem internacional de uma sofisticada cidade que atua como um centro de negócios.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Vista aérea da cidade de Hong Kong” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/ac/Hong_Kong_Skyscrapers.jpg

Imagem 2 Mapa demonstrando a região do Delta do Rio das Pérolas” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/3b/Zhujiangrivermap.png

Imagem 3 Composição da pauta exportadora de Hong Kong, dividida por setores” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/a0/Hong-Kong_Export_Treemap.jpg

Ricardo Kotz - Colaborador Voluntário

Mestrando no programa de Pós Graduação em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), atuando na linha de Economia Política Internacional. Possui especialização em Estratégia e Relações Internacionais Contemporâneas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Graduado em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA). Agente consular junto ao Consulado Honorário da França em Porto Alegre, atuando paralelamente no escritório RGF Propriedade Intelectual, no período de 2013-2015.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!