LOADING

Type to search

Jornal espanhol afirma que a UE usa seus Fundos de Cooperação para pressionar por Tratados de Livre Comércio

Share

No dia 8 de outubro, o jornal espanhol eldiario.es[1] disseminou uma denúncia sobre uma possível pressão da União Europeia (UE) para que o Equador assine o Tratado de Livre Comércio com o Bloco.

A denúncia foi disseminada com base em mensagens confidenciais trocadas entre o embaixador equatoriano ante a UE e os ministros de Rafael Correa, Presidente do Equador. Essas mensagens foram divulgadas pelo portal filtrala.org.

De acordo com o divulgado, a UE chegou a ameaçar o Equador com a eliminação da ajuda para o desenvolvimento caso o país não aceite o Livre Comércio. O jornal eldiario.es[1] afirmou ter confirmado a veracidade das mensagens.

Os documentos indicam que Bruxelas utiliza as políticas de cooperação e os Fundos de Luta Contra as Drogas para negociar mercados livres para as empresas europeias. Um ex-eurodeputado que trabalhou várias legislaturas em cooperação para o desenvolvimento nas instituições europeias confirmou ao eldiario.es que “em certas ocasiões, sim, a Comissão Europeia utilizou estes fundos de cooperação como arma de negociação comercial, também na África[1] e há um certo debate ético sobre isso.

Até o momento a UE não se manifestou sobre as denúncias.

—————————————————————————

Imagem (Fonte):

 Wikipedia

—————————————————————————

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.eldiario.es/internacional/Europa-Ecuador-TLC-comercio-cables_0_309369531.html

Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!