LOADING

Type to search

Jovem russa é presa nos EUA sob acusação de conspiração

Share

No dia 15 de julho (2018), a cidadã russa Mariia Butina foi detida em Washington, nos Estados Unidos (EUA). De acordo com o Departamento de Justiça norte-americano, ela está sendo acusada de crimes de conspiração, por ter supostamente se infiltrado em grupos políticos a fim de incentivar os interesses russos no país, fato esse que não foi registrado perante as autoridades americanas, como previsto pela Lei de Registro de Agente Estrangeiro*. Caso essas denúncias sejam provadas verdadeiras, ela pode pegar até cinco anos de prisão.

Butina migrou aos EUA, em agosto de 2016, para estudar Relações Internacionais na American University, em Washington. Ela é conhecida por ter participado da fundação de um grupo ativista na Rússia, o “Direito de Possuir Armas”, e por talvez ter laços com a National Rifle Association, o principal grupo pró-armamento nos EUA. 

Ademais, entre 2015 e 2017, a cidadã russa trabalhou como assistente do então vice-governador do Banco Central Russo e ex-senador Alexander Torshin, o qual também é russo e foi recentemente sancionado pelo Departamento do Tesouro norte-americano. Durante esse período, Butina e Torshin teriam se encontrado com funcionários de alto-escalão do Sistema de Reserva Federal (FED) e do Tesouro Nacional Americano. Essas reuniões não foram reportadas na época, mas, segundo registros, tiveram o objetivo de promover as relações econômicas e financeiras entre Rússia-EUA.

Diante da situação, o Departamento de Justiça dos EUA acredita que Butina teve a intenção de tecer conexões com líderes políticos importantes a fim de promover os interesses da Federação Russa no território norte-americano. Portanto, ela está sendo acusada de atuar como uma espiã, não tendo reportado claramente às autoridades estadunidenses suas verdadeiras intenções.

Diante deste cenário, o advogado da acusada, Robert Driscoll, afirma a inocência de sua cliente. De acordo com ele, “A substância da acusação na denúncia é exagerada. Embora denominada como uma espécie de conspiração para violar a Lei de Registro de Agente Estrangeiro, na realidade, ela descreve uma conspiração por ter um ‘jantar de amizade’ no Bistrô Bis, com um grupo de americanos e russos para discutir as relações externas entre os dois países”.

Até o momento, a cidadã russa permanece presa nos EUA e diplomatas russos já estão trabalhando em seu processo de liberdade. Enquanto isso, o Ministério das Relações Exteriores da Federação Russa afirmou que a prisão de Mariia Butina foi planejada para minar os “resultados positivos” da cúpula entre Donald Trump, Presidente dos EUA, e Vladimir Putin, Presidente da Rússia.

———————————————————————————————–

Nota:

* A Lei de Registro de Agente Estrangeiro nos EUA prevê que todos os agentes representando os interesses de potências estrangeiras em “capacidade política ou quase política” devem divulgar seu relacionamento com o governo estrangeiro, assim como disponibilizar informações sobre suas atividades e finanças.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1Maria Butina, cidadã russa que foi presa recentemente nos EUA sob acusação de espionagem” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/5/5d/Maria_Butina.jpg/220px-Maria_Butina.jpg

Imagem 2Depoimento de apoio à queixa do FBI contra Butina, o qual levou à sua prisão em 15 de julho de 2018” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/c/c9/Butina_mariia_-_affidavit_-_july_2018_0_0.pdf/page1-463px-Butina_mariia_-_affidavit_-_july_2018_0_0.pdf.jpg

Isabela Joia - Colaboradora Voluntária

Bacharela em Relações Internacionais e em Ciências Econômicas, ambas pelas Faculdades de Campinas (FACAMP). Participou da Newsletter do Centro de Estudos de Relações Internacionais (CERI) da FACAMP como redatora e corretora de artigos. Fez sua tese de conclusão de curso sobre as relações diplomáticas entre a Rússia e os Estados Unidos no pós Guerra Fria. Tem grande paixão pela escrita e por assuntos relacionados à Segurança Internacional e Diplomacia.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!