LOADING

Type to search

Kuczynski busca elo com o Fujimorismo para garantir a governabilidade, após vencer as eleições no Peru

Share

O Peru será governado pelos próximos 5 anos por Pedro Pablo Kuczynski, conhecido como PKK, um economista considerado de centro-direita, após sua vitória sobre Keiko Fujimori no dia 9 de junho, quinta-feira passada, por um pequeno percentual de votos: 50,124%.

Para o analista político Martín Saltiváñez, apesar de Keiko ser apontada nas pesquisas como a favorita, a mudança de cenário eleitoral se deu quando, no final de maio, o canal de TV Univisión divulgou que o então secretário-geral do partido de Fujimori, Joaquín Ramírez, acusado de lavagem de dinheiro pela Justiça peruana, era alvo também de uma investigação da DEA, a agência do governo americano de combate ao narcotráfico, de acordo com o site de notícias do UOL. E essa foi só uma das mais diversas acusações que a equipe de Keiko sofreu, as quais repercutiram diretamente na sua campanha.

Agora, PPK tem a árdua tarefa de “arrumar a casa” e, para isso, segundo o Jornal Estadão, está à procura de um Chefe de Gabinete que tenha interlocução com a esquerda e com a direita. Pedro Pablo busca um mandato em que seja impressa a marca da governabilidade. Isso porque, Keiko Fujimori, mesmo antes do final das eleições, já tinha desenhado sua paisagem política, já que o seu Partido, o Força Popular, ganhou em abril 73 das 130 cadeiras do Congresso, tornando-se o mais poderoso dentro do Poder Legislativo nos últimos 16 anos.  

Outro obstáculo que ameaça a governabilidade do mais novo Presidente peruano, conforme afirma o Estadão, é que o partido de PPK, o Peruanos por el Cambio, foi montado praticamente para disputar as eleições presidenciais e não conta com um alcance significativo no interior do país, ao contrário do partido de Keiko.

Dessa forma, o recém-eleito Presidente do Peru terá de ter muita habilidade em negociar com o Partido derrotado nas eleições, já que o Fujimorismo tem o poder de aprovar Leis e barrar a nomeação de ministros, pois é a maioria no Congresso.

———————————————————————————————–

Imagem (Fonte):

https://www.facebook.com/ppkoficial/photos/a.150879714924992.27275.130379153641715/1208275205852099/?type=3&theater

Jamile Calheiros - Colaboradora Voluntária

Bacharel em Relações Internacionais e Direito, com especializações em Direito Público Municipal e em Política e Estratégia. Aluna especial no Mestrado Acadêmico em Administração pela UFBa. Possui experiência na área jurídica adquirida em estágios em escritórios de advocacia, Petrobrás, Assembléia Legislativa e Câmara dos Deputados. Tem experiência internacional, em Dublin – Irlanda. Diretora Institucional da BBOSS. Voluntária [email protected] - Project Management Institute – Capítulo Bahia, Diretoria de Alianças e parcerias desde Agosto de 2015.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.