LOADING

Type to search

Líder do G-20 destaca a importância da promoção do desenvolvimento na África

Share

A capital da Alemanha, Berlim, sediou entre os dias 12 e 13 de junho de 2017 uma Conferência entre o “Grupo dos 20” (G20), Fórum que reúne as maiores economias do mundo, e representantes de alto nível de países do continente africano. O encontro reuniu os membros do Grupo, o Presidente do Egito (Abdul Fatah Khalil Al-Sisi) e líderes de Gana, Costa do Marfim, Mali, Nigéria, Ruanda, Senegal e Tunísia. Em ocasião do evento, a Chanceler alemã, Angela Merkel, atual presidente do G20, chamou atenção para a importância do combate à pobreza e promoção do desenvolvimento, como iniciativas para a solução dos conflitos na região e para a redução do fluxo imigratório em direção à Europa.

Logo do projeto G20 Compact with Africa

A realização da Conferência havia sido prometida por Merkel durante uma viagem à Etiópia, sede da União Africana, em outubro de 2016. Naquele momento, a Chanceler se comprometeu a conferir ao continente africano um status prioritário, enquanto a Alemanha assumisse a liderança do G20, e concedeu auxílios financeiros no valor de 27 milhões de euros para a região. Este compromisso foi reafirmado durante a presente reunião, em que se estabeleceu a parceria “Compact with Africa”. Além disso, o Ministério do Desenvolvimento da Alemanha viabilizou subsídios adicionais de 300 milhões de euros para países especialmente preocupados com a luta contra a corrupção. O objetivo destes programas é atrair investimentos privados, lucros e empregos para os países africanos. O Fundo Monetário Internacional, o Banco Mundial e outras instituições de desenvolvimento também se responsabilizaram em apoiar a iniciativa.

O interesse em promover o desenvolvimento no continente se deve, em especial, à preocupação de conter o fluxo imigratório proveniente da região. A Alemanha, enquanto maior economia da Europa, recebeu em 2015 mais de um milhão de indivíduos em busca de asilo. Os receios se tornam ainda mais concretos diante das estimativas de que a população africana passará por uma explosão demográfica até a metade deste século. Nesse sentido, o incentivo ao crescimento e estabelecimento das economias e instituições africanas apresenta elevado grau de relevância na agenda política alemã.

Determinados grupos criticaram a iniciativa da Alemanha, ao argumentar que os interesses dos países africanos não estariam sendo refletidos, uma vez que a África do Sul é a única nação do continente a integrar o G20. Por essa razão, aproximadamente mil manifestantes antiglobalização se manifestaram em Berlim, ao definir a Conferência como uma ação neocolonial voltada para a espoliação dos recursos africanos, em um período em que a Europa estaria interessada em fechar as fronteiras em relação aos imigrantes. Em contrapartida, há unanimidade por parte dos representantes africanos, ao afirmarem que a falta de investimentos e infraestrutura se trata de um grande obstáculo ao desenvolvimento da África.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1Chanceler alemã e líderes africanos” (Fonte):

http://www.gettyimages.com/event/two-day-g20-africa-partnership-investment-conference-in-berlin-700064373?et=BC_x5hjyR6xZoRzzPVVLxQ&referrer=http%3A%2F%2Fwww.gettyimages.com%2Flicense%2F695179130#egyptian-president-abdel-fattah-alsisi-guinean-president-and-chairman-picture-id695179130

Imagem 2Logo do projeto G20 Compact with Africa” (Fonte):

http://www.bundesfinanzministerium.de/Content/EN/Standardartikel/Topics/Featured/G20/2017-03-30-g20-compact-with-africa.html

Fábio Lopes de Sousa - Colaborador Voluntário

Bacharel em Relações Internacionais pelo IESB Centro Universitário de Brasília, tendo cursado parte da graduação na Universidad Autónoma de Guadalajara, México. Interessa-se excepcionalmente por Economia Política Internacional, Cooperação Internacional e Oriente Médio. Atua profissionalmente na Assessoria Internacional do Conselho Administrativo de Defesa Econômica - CADE.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!