LOADING

Type to search

Macri defende embargo petroleiro à Venezuela

Share

No dia 7 de novembro, terça-feira passada, em Nova York, o presidente argentino Maurício Macri defendeu que os Estados Unidos deveriam estabelecer um embargo completo à Venezuela, incluindo às exportações de petróleo. A declaração foi feita durante entrevista à revista Financial Times e insere-se em um contexto de intensificação da retórica e das medidas de pressão à administração de Nicolás Maduro. Em agosto, os Estados Unidos impuseram sanções a altos funcionários do Governo e às transações financeiras que envolvessem títulos da dívida do país ou compra de bônus da estatal Petróleos de Venezuela S.A. (PDVSA).

Presidente argentino Maurício Macri

Macri defendeu que, se adotado, o embargo ao petróleo venezuelano teria amplo apoio na América Latina e declarou que o tema já foi objeto de conversa com líderes regionais no âmbito do Grupo de Lima, articulação criada para discutir a crise venezuelana. Contudo, dificilmente seria consensual na América do Sul, já que os governos de Evo Morales e Lenin Moreno são mais próximos a Maduro.

Ressalte-se que o embargo ao petróleo venezuelano é pouco apoiado nos Estados Unidos. De acordo com a reportagem do Financial Times, no ano passado (2016), oito por cento das importações estadunidenses de petróleo tinham o país bolivariano como origem. Assim, a questão tem impacto econômico e afetaria a indústria de refino, e os senadores do Texas e da Lousianna resistem à medida.

Mesmo que a ampliação das sanções proposta por Macri fosse adotada, não há garantia de sucesso, seja para promover a mudança de governo no país ou a retomada da democracia liberal. O embargo imposto à Cuba, em 1960, por exemplo, não levou à queda do regime, mesmo após a desintegração da União Soviética e, atualmente, é alvo de crítica nos Estados Unidos. Além disso, o rompimento de relações comerciais também poderia aproximar a Venezuela ainda mais de outros países, como a China ou a Rússia.

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1Continente americano com Venezuela em destaque” (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/Venezuela#/media/File:Venezuela_Orthographic_Map.svg

Imagem 2Presidente argentino Maurício Macri” (Fonte):

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Mauricio_Macri_2016.jpg

Livia Milani - Colaboradora Voluntária

Mestre e doutoranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais "San Tiago Dantas" (UNESP,UNICAMP, PUC-SP) e graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista - UNESP. Participa do Grupo de Estudos em Defesa e Segurança Internacional (GEDES/UNESP). Pesquisa principalmente nos seguintes temas: Segurança Regional, Política Externa, Integração Regional, Relações Brasil-Argentina, cooperação em Defesa na América do Sul, Relações Inter-americanas.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!