LOADING

Type to search

Mercosul e UE negociam livre-comércio em meio a protecionismo global

Share

No dia 3 de julho, segunda-feira passada, representantes da União Europeia (UE) e dos países fundadores do Mercosul reuniram-se para dar andamento às negociações sobre o futuro acordo de livre-comércio entre os dois blocos regionais. Os líderes se comprometeram a chegar a um acordo até a Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), a ser realizada em dezembro deste ano (2017). Participaram do encontro a Comissária de Comércio da UE, Cecilia Malmström; o Ministro de Indústria, Comércio e Serviços brasileiro, Marcos Pereira; e os chanceleres Jorge Faurie, da Argentina; Rodolfo Nim Novoa, do Uruguay; e Eladio Loizaga, do Paraguai.

Mercosul e UE debatem livre-comércio

Os líderes enfatizaram o momento global, afirmando ser imprescindível concluir as negociações. Malmström declarou que os países devem construir pontes e não muros, em referência implícita ao Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. O Ministro Marcos Pereira argumentou que o livre-comércio trará benefícios ao Brasil e maior acesso ao mercado de bens e serviços europeu. Já o Governo argentino tem especial interesse no acordo, que vê como necessário para aumentar a exportação de carne bovina e atrair investimentos a seu país.

Apesar da retórica positiva, os obstáculos ainda são importantes. Existem divergências entre as partes e preocupações de grupos econômicos em ambos os lados sobre possíveis perdas com o livre-comércio. A União Europeia mantém reservas à liberalização do setor agrícola; no Mercosul, o setor industrial possui receios ao Tratado. Um grupo deputados do Parlamento Europeu também manifestou-se contrariamente às negociações, entendendo que seria necessário paralisá-las em razão da instabilidade política vivenciada pelo Brasil.

As negociações tiveram início informal há mais de duas décadas. Em 1995, foi assinado um acordo macro de cooperação que já previa a discussão do tema. As tratativas formais tiveram início em 2000 e, após impasses, foram suspensas em 2004. Por fim, foram retomadas em 2010. Apesar do otimismo da reunião na semana passada, não é a primeira vez que os países afirmam que o fim das negociações estaria próximo.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1Representantes de Mercosul e UE participam de seminário sobre livrecomércio” (Fonte):

http://www.mdic.gov.br//index.php/noticias/2597-em-madri-marcos-pereira-afirma-que-mercosul-e-uniao-europeia-se-aproximam-de-acordo-historico

Imagem 2 “Mercosul e UE debatem livrecomércio” (Fonte):

https://www.mrecic.gov.ar/faurie-somos-espacios-complementarios-que-buscamos-asociarnos

Livia Milani - Colaboradora Voluntária

Mestre e doutoranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais "San Tiago Dantas" (UNESP,UNICAMP, PUC-SP) e graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista - UNESP. Participa do Grupo de Estudos em Defesa e Segurança Internacional (GEDES/UNESP). Pesquisa principalmente nos seguintes temas: Segurança Regional, Política Externa, Integração Regional, Relações Brasil-Argentina, cooperação em Defesa na América do Sul, Relações Inter-americanas.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!