LOADING

Type to search

Mesmo sem grandes avanços, APEC reafirma compromisso com crescimento do comércio

Share

Terminou no último domingo, dia 9 de setembro, o Fórum anual da APEC (Cooperação Econômica Ásia – Pacífico), em Vladivostok, na Rússia, sem celebração de grandes Acordos. A principal conquista foi a elaboração de uma lista de produtos ecológicos que serão submetidos a tarifas inferiores a 5% a partir de 2015.

 

Segundo o Presidente russo, Vladimir Putin, isso constitui um avanço se comparado às negociações de um tratado semelhante que correm no âmbito da “Organização Mundial do Comércio” (OMC) há dez anos, enquanto que o Fórum conseguiu em apenas alguns meses*.

Os líderes das vinte e uma economias representadas reiteraram, além disso, a importância do comércio, da integração e dos investimentos como indutores do crescimento econômico, visto que o grupo tem sido duramente afetado com a crise na zona do euro e o desempenho fraco da economia norte-americana.

Putin declarou que “a dependência do medicamento do protecionismo pode aliviar temporariamente a dor, os sintomas agudos, mas retarda a recuperação da economia global, prejudica o comércio e os investimentos”**. Ele também chegou a afirmar que o protecionismo é necessário, porém desde que haja regras claras para sua aplicação**.

Outros compromissos da Cúpula foram com a “redução da pobreza”, a “segurança alimentar”, o “estabelecimento de cadeias de suprimento confiáveis” e intensiva “cooperação para promover o crescimento da inovação”.

————————

Fontes:

* Ver:

http://economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201209090630_EFE_81565582

** Ver:

http://rt.com/business/news/apec-putin-protectionism-wto-566/

*** Ver:

http://economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201209091552_AFP_81565881

Tags:
Isabella Soares Curce - Colaboradora Voluntária

Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP) – campus Franca. Com atuação focada na área de Marketing Internacional, foi membro do Grupo de Estudos de Marketing Internacional (MKI), atuando também com a questão da inserção internacional de produtos agropecuários, além do mercado de luxo. No CEIRI NEWSPAPER escreve sobre temas relacionados ao Comércio e Economia Internacional.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!