LOADING

Type to search

Share

De acordo com a Secretaria de Relações Exteriores (SER) mexicana, no dia 17 de novembro, o secretário Luis Videgaray fez uma visita oficial à Moscou, onde se reuniu com o Ministro das Relações Exteriores russo, Serguéi Lavrov, com o objetivo de fortalecer o diálogo político de alto nível, dando seguimento à reunião realizada pelos presidentes Enrique Peña Nieto e Vladimir Putin, ocorrida em setembro (2017), durante a IX Cúpula dos BRICS.

O Presidente do México, Enrique Peña Nieto (esquerda) e o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante uma sessão de fotos para líderes mundiais no dia de encerramento da 25ª Cúpula do APEC

Ao longo da reunião dos Chanceleres, ambos representantes de Estado concordaram em impulsionar o comércio e investimentos bilaterais em coordenação com os setores empresariais. Além disso, consideraram aproveitar os mecanismos institucionalizados existentes, para manter uma comunicação constante com o fim de ampliar e aprofundar a agenda comum.

No que tange as questões regionais e multilaterais, entre outros temas, os Ministros discutiram a situação atual na Venezuela e na Coreia do Norte, bem como a Aliança do Pacífico e a União Econômica Eurasiática. Além disso, concordaram em promover os intercâmbios russos com a América Latina no âmbito da Comunidade dos Estados da América Latina e do Caribe (CELAC) – com quem a Rússia mantém um Mecanismo Permanente de Diálogo Político. Finalmente, eles concordaram em manter um diálogo constante sobre questões das Nações Unidas.

O Chanceler Lavrov reiterou o convite do presidente Vladimir Putin para que o presidente Enrique Peña Nieto fizesse uma visita de Estado à Rússia em 2018. No âmbito da sua visita oficial, o secretário Luis Videgaray fez um discurso na Academia Diplomática do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, no qual sublinhou o compromisso do México com o multilateralismo para enfrentar os principais desafios globais.

Ainda ao longo da estadia, Videgaray foi ao túmulo do soldado desconhecido, onde colocou uma coroa de flores em homenagem aos soldados russos que morreram durante a Segunda Guerra Mundial.

A visita de Luis Videgaray à Rússia faz parte do interesse do México em manter um diálogo constante de alto nível com outros membros do Grupo dos Vinte (G20), para diversificar os laços de amizade, econômicos e de cooperação com outras regiões do mundo.

A Federação Russa é o primeiro parceiro comercial do México entre os países da Europa que não fazem parte da União Europeia ou da Associação Europeia de Livre Comércio (AELC). Em 2016, o comércio bilateral entre Rússia e México movimentou cerca de 1,4 bilhão de dólares.

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1O Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov (esquerda), mostra o caminho para o Chanceler mexicano, Luis Videgaray, durante uma reunião em Moscou, em 17 de novembro de 2017” (Fonte):

http://www.gettyimages.com/license/875196320

Imagem 2O Presidente do México, Enrique Peña Nieto (esquerda) e o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante uma sessão de fotos para líderes mundiais no dia de encerramento da 25ª Cúpula do APEC” (Fonte):

http://www.gettyimages.com/license/872812762

Tainan Henrique Siqueira - Colaborador Voluntário

Mestrando em Direito Internacional pela Universidade Católica de Santos. Graduado em Relações Internacionais pela Universidade Católica de Santos. Experiência acadêmica internacional na Cidade do México e atuação profissional no Consulado do Panamá e no Turismo Nuevo Mundo. Concluiu trabalho de extensão sobre Direitos Humanos e Refugiados, iniciação científica na área do Direito Internacional e da Política Externa Brasileira, sendo esta segunda iniciação premiada em terceiro lugar entre as áreas de ciências humanas e ciências sociais aplicadas da UniSantos em 2015. Atuou como Monitor na disciplina de Teoria das Relações Internacionais­I, durante o último semestre de 2015. Atualmente é monitor e pesquisador do Laboratório de Relações Internacionais da UniSantos em parceria com o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (LARI­IPECI), onde auxilia no desenvolvimento de projetos semestrais pautados por três frentes de pesquisa: 1) Direitos Humanos, Imigração e Refugiados; 2) Política Internacional e Integração Regional; e 3) Relações Internacionais, Cidades e Bens Culturais. Tem objetivo de seguir carreira acadêmica.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.