LOADING

Type to search

Milhares protestam em Atenas para pedir acordo sobre a dívida grega

Share

Milhares de pessoas se manifestaram na segunda-feira, dia 22 de junho, em Atenas, pedindo ao Governo que chegue a um acordo com os credores de sua dívida (União Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu), o qual permita ao país se manter dentro da Zona do Euro[1]. Cerca de sete mil pessoas se reuniram na praça de Syntagma, em frente o Parlamento, em uma manifestação marcada pelo Facebook com o título de “Vivemos na Europa”.

Entre os manifestantes, muitos deles com bandeiras da Grécia e da União Europeia (UE), era possível ver vários membros do partido conservador Nova Democracia, como o exprimeiroministro Konstantínos Mitsotákis, cuja aparição na praça arrancou aplausos dos presentes. Um grupo de manifestantes marchou até o pátio central do edifício do Parlamento, onde desdobraram uma grande bandeira grega, o que também arrancou ovações dos presentes[2].

Todos somos Europa”, “Sim à Europa, não na volta ao dráhma”, foram alguns dos cartazes que podiam ser lidos.  Trata-se da segunda manifestação em cinco dias, convocada para exigir que o Governo assine um acordo que preserve a permanência do país na moeda comum. Depois de ontem, outras milhares de pessoas se concentrarem em Syntagma para apoiar o Executivo e contra as Políticas de austeridade[3].

Na última década, a Grécia gastou bem mais do que podia e pediu empréstimos volumosos para financiar suas despesas. O resultado é que o país ficou refém da crescente dívida. Nesse período, os gastos públicos dispararam, com os salários do funcionalismo praticamente dobrando. A arrecadação do Governo não acompanhou o ritmo, com evasão de impostos. Atualmente, a Dívida grega é de mais de 320 bilhões de euros (em torno de R$ 1 trilhão) e supera, em muito, o limite de 60% do PIB estabelecido pelo pacto assinado pelo país para fazer parte do euro[4]. 

————————————————————————————————

Imagem (Fonte):

http://www.marica.bg/%D0%B4%D0%BE%D0%BA%D0%B0%D1%82%D0%BE-%D0%B2-%D0%B1%D1%80%D1%8E%D0%BA%D1%81%D0%B5%D0%BB-%D1%83%D0%BC%D1%83%D0%B2%D0%B0%D1%82-%D0%B2-%D0%B0%D1%82%D0%B8%D0%BD%D0%B0-%D0%BF%D1%80%D0%BE%D1%82%D0%B5%D1%81%D1%82%D0%B8%D1%80%D0%B0%D1%82-news430530.html

————————————————————————————————

Fontes Consultadas:

[1] Ver:

http://news.xinhuanet.com/english/2015-06/23/c_134346672.htm

[2] Ver:

http://www.bbc.com/news/world-europe-33234499

[3] Ver:

http://www.bankofgreece.gr/Pages/default.aspx
[4] Ver:

http://www.ekathimerini.com/4dcgi/_w_articles_wsite1_1_22/06/2015_551380

 

Wladimír Tzinguílev - Bulgária

De nacionalidade Búlgara, é Mestre em Segurança Corporativa (2012) pela Universidade de Economia Nacional e Mundial (UNSS, Sófia). Atua na área de Segurança Pública, Segurança Corporativa e Diplomacia Corporativa com foco nos países do Leste Europeu, sendo referência em questões relacionadas a Península Balcânica, Turquia e Rússia. Atualmente é jornalista e editor de notícias internacionais da Televisão Nacional da Bulgária (BNT).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.