LOADING

Type to search

Ministério de Defesa da Rússia rebateu acusações de presença militar na Ucrânia

Share

Na semana passada, em 9 de junho, o Ministério da Defesa da Rússia manifestou que não há tropas russas em território ucraniano, rebatendo a declaração do presidente ucraniano Petro Poroshenko, realizada no Parlamento da Ucrânia na semana anterior, em 4 de junho, pela qual afirmou que “9 mil tropas russas se encontravam presentes no sudeste ucraniano, e o ministro de defesa ucraniano, Stepan Poltorak, após um final de semana, constatou cerca de 42,500 soldado e 558 tanques hostis em território ucraniano[1].

O Ministro da Defesa da Federação Russa, o general Sergei Shoigu, também ressaltou de forma crítica a maneira como o Governo ucraniano conduz sua política externa, uma vez que não busca dialogar com a Rússia mediante as acusações que realiza publicamente. Afirmou: “em momento algum o ministro da defesa ucraniano nos buscou para pedir explicações ou declarações[1].

Para alguns analistas, é possível interpretar que a Ucrânia esteja encontrando na rivalidade retórica com a Rússia uma saída para obter um maior apoio da OTAN e, consequentemente, da União Europeia, desconsiderando o relacionamento cooperativo de Defesa com a Federação Russa.

Especialistas em Segurança e Defesa apontam que a afirmação dessa quantidade de tanques serem da Rússia é inapropriada, uma vez que a Ucrânia possui uma força bélica constituída, até o momento, por armamentos russos e as regiões com concentração de milícias separatistas, como Donetsk e Lugansk, possuíam batalhões de infantaria motorizada e cavalaria blindada, explicando a existência de veículos blindados de origem russa sob posse dos separatistas como decorrentes da apropriação realizada por eles.

Outra questão levantada por especialistas é a não especificação do tipo de veículos blindados encontrados, se eram Veículos de Transporte de Tropas e Suporte de Fogo (FAVs) ou os Tanque de Batalha Principal (MBT), o que, para os experts, é uma informação crucial para se expor as reais ameaças hostis, levantando a dúvida se o Governo ucraniano tem ou não certeza sobre os dados informados publicamente.

———————————————————————————————–

Imagem (Fonte):

https://gdb.rferl.org/F4398DCE-126C-4249-98CE-60B81430CA5A_w640_r1_s_cx0_cy11_cw0.jpg

Link Site:

http://www.rferl.org/content/ukraine-poroshenko-nato-security/26749370.html

———————————————————————————————–

Fonte Consultada:
[1] Ver
Russias Defense Ministry says no calls from Ukraines defense minister” (Publicado em 9 de junho de 2015):

http://tass.ru/en/russia/799781

Daniel Costa Sampaio - Colaborador Voluntário Júnior

Pósgraduado em Ciência Política (IUPERJ) e Bacharel em Relações Internacionais (UCAM). Experiência profissional em Representação Comercial e atualmente Gerente de Projetos e Novos Negócios na Prefeitura do Rio de Janeiro. No CEIRI Newspaper escreve no grupo Europa desde março de 2013, em que desenvolve publicações com ênfase na Política Externa Russa.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.