LOADING

Type to search

Moçambique inicia pesquisas sobre petróleo e gás

Share

As províncias moçambicanas de Nampula e Zambézia receberão a operação de pesquisa sísmica marinha com o intuito de averiguar a presença de petróleo e gás em quantidade apta à exploração comercial. A investigação terá a duração até o mês de abril de 2018.

Localização das províncias de Nampula e Zambézia

Moçambique tem vivenciado o crescimento dos investimentos no setor energético. A título de exemplo, em 2016 o Instituto Nacional de Petróleo (INP) já havia assinado acordos com a Transnacional francesa CGG para a pesquisa na região de Zambézia e Rovuma. A agência de notação financeira Standard and Poor’s evidenciou que o país apresentará tendência de crescimento de seu Produto Interno Bruto até o ano de 2020 e o decréscimo da dívida pública em decorrência da expansão da atividade de extração de recursos naturais.

A pesquisa sísmica visa, inicialmente, fazer o mapeamento dos recursos naturais, ciente das questões de envolvem a preservação marítima e a salvaguarda das espécies nativas. Como aponta o Ministério de Recursos Naturais e Energia moçambicano, este projeto encontra-se nas fases iniciais do processo de extração de hidrocarbonetos, correspondente as fases de Pré-oferta das concessões a empresas de Pesquisa e Exploração.

Plataforma de petróleo

Durante a apresentação do programa, realizada na cidade de Quelimane, no dia 20 de setembro, representantes da sociedade civil questionaram quanto ao retorno das receitas adquiridas da atividade econômica.

O Governo moçambicano havia anunciado no mês de agosto a criação de um Fundo Soberano para as receitas dos recursos naturais, destinado a projetos de desenvolvimento nacional e a ser gerido pelo Banco Nacional de Investimentos. A crescente produção de carvão mineral seria o principal fornecedor dos recursos para o Fundo.

Compreende-se que essa possibilidade de aquisição de receitas por meio da extração de petróleo poderá representar um fator impulsionador do desenvolvimento do país, em caso de uma aplicação coerente do Fundo, de acordo com as necessidades sociais moçambicanas. 

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Bandeira de Moçambique” (Fonte):

https://blogdaines.files.wordpress.com/2015/01/20131212819_bandeiramocambique2012.jpg

Imagem 2 Localização das províncias de Nampula e Zambézia” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/0e/Mo%C3%A7ambique_Nampula_map.png/350px-Mo%C3%A7ambique_Nampula_map.png

Imagem 3 Plataforma de petróleo” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/50/Mars_Tension-leg_Platform.jpg

Lauriane Aguirre - Colaboradora Voluntária

Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA). Dentre as áreas de interesse encontram-se Cooperação Técnica Internacional e Segurança Internacional. Como colaboradora do CEIRI Newspaper escreve sobre o continente africano, mas especificamente os países de língua portuguesa.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.