LOADING

Type to search

Negociações entre MERCOSUL e União Europeia não vão bem e Argentina é o principal entrave

Share

As negociações entre o MERCOSUL e a “União Europeia” tem apresentado vários pontos de discórdia, dentre esses, o prazo para redução total de tarifas de importados da Europa. A Argentina barganha por um prazo de 15 anos, enquanto Brasil, Paraguai e Uruguai querem 12 anos. Já a “União Europeia” quer um prazo de 10 anos.

Além disso, outra questão a ser considerada é a lista de “produtos sensíveis” elaborada pela Argentina que nega incluir no “Acordo Tarifário” alguns produtos, sendo estes, químicos, bens de capital, eletros etc., fato que é considerado como inaceitável pela “União Europeia”.

Segundo Wolfgang Kreissl-Dorfler, representante do “Partido Social-Democrata da Alemanha” (SPD),  “A Argentina é o grande problema para o acordo UE-Mercosul. Eles não têm o direito de sempre bloquear a negociação. A Europa tem que abrir o acesso agrícola e a entrada de pessoas. Mas, se a Argentina não quer firmar o pacto, então o melhor é usar o modelo que já tivemos na União Europeia: de incluir os países aos poucos[1].

Já Jorge Capitanich, chefe de gabinete argentino, acredita que as negociações tem avançado muito na direção de apresentar uma proposta comum e afirma que qualquer acordo comercial com o Bloco europeu será feito para defender “la industria nacional, la producción y el comercio[2].

——————–

Imagem (Fonte):
http://www.cordobatimes.com/wp-content/uploads/2014/03/jorge-capitanich.jpg

——————–

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.redebrasilatual.com.br/mundo/2014/04/oferta-da-ue-ao-mercosul-incluira-exigencia-de-direitos-humanos-e-trabalhistas-774.html

[2] Ver:

http://www.lanacion.com.ar/1680710-jorge-capitanich-dijo-que-hubo-avances-significativos-en-la-negociacion-del-mercosur-con-la-union-europea

Ver:

http://economia.estadao.com.br/noticias/economia-geral,argentina-ainda-trava-acordo-entre-mercosul-e-ue,182042,0.htm

Enhanced by Zemanta
Tags:
Lais Sardinha Sarmento - Colaboradora Voluntária

Advogada, formada pela Universidade Candido Mendes . Atualmente realiza Pós-Graduação Latto Sensu em Política Internacional. Atuou em escritórios de advocacia no ramo cível e empresa na área de energia.

  • 1

1 Comments

  1. Lorrane 20 de abril de 2014

    Assunto interessante e texto bem escrito!
    Parabéns à escritora.

    Responder

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!