LOADING

Type to search

No poder há quase 33 anos, mandato do Presidente de Angola é renovado em eleições

Share

Segundo resultados provisórios divulgados no domingo, dia 2 de setembro, pela “Comissão Nacional Eleitoral” (CNE)*, o “Movimento Popular de Libertação de Angola” (MPLA), Partido do Governo, conseguiu uma vitória tranquila nas eleições nacionais e José Eduardo dos Santos foi reeleito indiretamente Presidente da República.

De acordo com a CNE, com  85% dos votos apurados, o Partido do presidente José Eduardo dos Santos teve 72,85% dos votos. A “União Nacional para a Independência Total de Angola” (UNITA), tradicional opositora do regime de Santos, estava com 18,22% dos votos, seguida do novo partido oposicionista, a “Convergência Ampla de Salvação de Angola” (CASA), com 5,6%.

 

As eleições gerais em Angola definem 220 deputados. Destes, 130 são de âmbito nacional e os 90 restantes são distribuídos pelos 18 círculos provinciais (cinco em cada). De acordo com a Constituição angolana, modificada em 2010, o líder do partido vencedor das legislativas se torna “Presidente da República” e, neste caso, o presidente José Eduardo dos Santos, no poder há quase 33 anos, deve permanecer no Cargo.

A oposição divulgou** que não reconhece os resultados divulgados, pois aponta que ocorreram irregularidades no processo eleitoral. 

——————————

Fontes Consultadas: 

* Ver:

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/09/governo-vence-eleicao-com-folga-em-angola-mostra-resultado-parcial.html

** Ver:

http://www.dw.de/dw/article/0,,16215376,00.html

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!