LOADING

Type to search

O Banco Asiático de Infraestrutura obtém o rating AAA na Moody’s e Fitch

Share

O Banco Asiático de Investimento e Infraestrutura (AIIB) obteve o rating AAA por parte da Moody’s e da Fitch, duas das maiores agências de avaliação de risco que atuam no sistema financeiro internacional. Este é um importante marco para a ampliação das atividades do Banco e reflete a solidez financeira, a boa estrutura de governança e as políticas de gestão de risco da instituição. A nota AAA é a máxima que um organismo multilateral pode obter.

Países membros do AIIB em azul escuro e verde, países prospectando entrada estão na cor azul claro

O AIIB foi criado no ano de 2014 e possui 56 Estados membros, sendo 37 países oriundos da Ásia, 19 da Europa e outros 24 países que estão prospectando a possibilidade de entrada na organização. A instituição possui 17 projetos aprovados, totalizando o montante de US$ 2,8 bilhões, além de outros 11 projetos propostos. O eixo temático principal consiste na construção de infraestrutura de transporte e energia.

O Banco Asiático de Desenvolvimento publicou um relatório afirmando que a Ásia precisará de investimentos no valor de US$ 26 trilhões até o ano de 2030, o que equivale a uma média anual de US$ 1,7 trilhão, para responder às necessidades impostas pela mudança climática, pela erradicação da pobreza e para manter as taxas de crescimento da região.  

Círculos de Sustentabilidade

Neste sentido, a sua atuação é complementar às necessidades da Ásia para a próxima década. A China é o maior doador no arcabouço da instituição, contribuindo com cerca de 30% do capital subscrito, seguida pela Índia que contribui com cerca de 9%. O conjunto dos países da Ásia corresponde a 75% do capital total, que se encontra no valor de US$ 100 bilhões.

A estratégia do AIIB enfatiza o objetivo de atingir o desenvolvimento sustentável através do investimento em energias renováveis e a necessidade do aumento da conectividade regional. Adicionalmente, o documento reconhece a importância de questões sociais e de gênero, tais como acesso à educação e condições de trabalho igualitárias para homens e mulheres.

O Banco pretende aumentar a atração de capitais privados através da emissão de títulos no mercado global e pelo estabelecimento de parcerias público-privadas. Para este fim, reconhece-se a necessidade de melhor posicionamento de sua marca corporativa. O AIIB pretende fortalecer seus vínculos com outras instituições multilaterais, além de enfatizar a importância de iniciativas globais como o Acordo de Paris e a Agenda 2030 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU).

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Logo do Banco Asiático de Investimento e Infraestrutura (AIIB)” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/0e/AIIB_logo.png

Imagem 2 Países membros do AIIB em azul escuro e verde, países prospectando entrada estão na cor azul claro” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/5a/AoAAsianInfrastructureInvestmentBank.svg

Imagem 3 Círculos de Sustentabilidade” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/96/Circles_of_Sustainability_image_(assessment_-_Melbourne_2011).jpg

Ricardo Kotz - Colaborador Voluntário

Mestrando no programa de Pós Graduação em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), atuando na linha de Economia Política Internacional. Possui especialização em Estratégia e Relações Internacionais Contemporâneas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Graduado em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA). Agente consular junto ao Consulado Honorário da França em Porto Alegre, atuando paralelamente no escritório RGF Propriedade Intelectual, no período de 2013-2015.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.