LOADING

Type to search

O Esporte como meio de promover a educação, saúde, desenvolvimento e paz

Share

No dia 31 de outubro deste ano, durante a 69a Sessão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), foi adotada a Resolução que reconhece o Esporte como um meio de promover a luta para alcançar as Metas de Desenvolvimento do Milênio (MDM)[1]. Existem duas grandes Assembleias nas quais os Estados-Membros da ONU votam em Resoluções, a Assembleia Geral da ONU, sediada em New York, e o Conselho dos Direitos Humanos da ONU, sediado em Genebra.

Desde a proclamação do ano de 1994 como Ano Internacional do Esporte e do Olimpismo, já foram votadas mais de 20 Resoluções na Assembleia Geral e cerca de 10 no Conselho dos Direitos Humanos[2]. Dentre os temas mais recorrentes estão a promoção dos direitos humanos através do esporte, a construção de um mundo melhor e mais pacifico através do Esporte e o Esporte como meio de promover a educação, a saúde, o desenvolvimento e a paz.

A Resolução votada no mês passado (outubro), reafirma o poder que tem o esporte para trazer mudanças sociais e também encoraja os países membros a utilizarem deste poder para promover o desenvolvimento e a inclusão social, além de diversas outras áreas nas quais a presença do esporte pode ajudar, como na saúde e na prevenção de doenças.

A importância do esporte como método de alcançar as metas estabelecidas no início do século XXI está crescendo cada vez mais, bem como o papel Departamento do Esporte para o Desenvolvimento e pela Paz da Organização das Nações Unidas (UNOSDP), sob a liderança de Wilfried Lemke, que se mostra como primordial, de acordo com a ONU. Uma das maneiras de constatar esta evolução é observando os diversos países pelo mundo implementarem o uso do esporte em suas políticas públicas.

O Esporte como meio de desenvolvimento não é uma ferramenta somente utilizada pela ONU, por Governos ou por Organizações não Governamentais (ONGs). Ele também é utilizado pelas diversas federações internacionais. A liderança do Comitê Olímpico Internacional (COI) também é reconhecida pela ONU desde a primeira Resolução, em 1994. Em abril deste ano (2014), o COI e a ONU assinaram um memorando de entendimento sobre o papel do esporte para o desenvolvimento e pela paz[3]. No texto da Resolução de outubro passado, a contribuição do COI é elogiada e é também reconhecido o Movimento Olímpico como meio de promover a paz e o desenvolvimento.

—————————————————————————

ImagemAssembleia Geral da ONU, no dia 31 de outubro, durante a votação” (Fonte):

http://www.un.org/wcm/content/site/sport/home/template/news_item.jsp?cid=42201

—————————————————————————

Fontes Consultadas:

[1] Ver  “Press release da UNOSDP”:

http://www.un.org/wcm/content/site/sport/home/template/news_item.jsp?cid=42201

[2] VerLista de resoluções na Assembleia Geral”:

http://www.un.org/wcm/content/site/sport/home/resourcecenter/resolutions/pid/19431;

Ver tambémlista de resoluções no Conselho de Direitos Humanos”:

http://www.un.org/wcm/content/site/sport/home/resourcecenter/resolutions/pid/19433

[3] VerPress release da ONU em Abril”:

http://www.un.org/apps/news/story.asp?NewsID=47671#.VHIsN_msWSo

Thomas Farines - Colaborador Voluntário Júnior 1

Mestrando em Estudos Políticos do Oriente Médio e do Mediterrâneo no King’s College London. Especialista em História e Política do Oriente Médio e Maghreb. Possui Bacharelado em Historia pela UFSC. Participou de diversos projetos de pesquisa ligados ao CNPQ: A imagem do Outro em relatos de viajantes; Diáspora Africana no Brasil e Movimento Sem Terra. Hoje, além de trabalhar academicamente com Esporte para o Desenvolvimento e para a Paz, é treinador voluntário em um projeto que ensina jovens de bairros desprivilegiados a jogar futebol.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!