LOADING

Type to search

Share

O Papa Francisco iniciou sua viagem pelos Estados bálticos na Lituânia, onde permaneceu por 2 dias, sendo recebido pela Presidente do país, Dalia Grybauskaitė, pelo chanceler Linas Linkevicius, pelo representante lituano junto a Santa Sé, Peter Zapolskas, e por representantes do governo e da sociedade na capital Vilnius.

Catedral de Vilnius

A visita apostólica é feita em momento especial para os bálticos e para os lituanos, pois, em 2018, os povos comemoram o centenário de restauração da independência. Ao contrário das datas oficiais, que se dão em relação ao ano de 1991, os Estados desta região rememoram o dia pátrio a partir da declaração original de independência, em 1918, visto que depois foram ocupados e anexados pelos soviéticos, em 1940.

No dia 22 deste mês (setembro) Francisco, no Palácio Presidencial, estimulou a nação lituana a ser aberta e compreensiva, de forma a se tornar uma ponte entre a Europa Oriental e a Ocidental. As palavras do Papa vão ao encontro da capacidade de acomodação da Lituânia em respeitar as diferenças, pois a mesma abriga pessoas de diversas nacionalidades e religiões.

O jornal Delfi trouxe a afirmação papal sobre suas expectativas em relação à sociedade do país: “encontrar uma solução para os problemas de hoje e olhar para o futuro no espírito de diálogo e união com todos os que vivem aqui, esforçando-se para garantir que ninguém seja rejeitado”. Olhar as raízes que moldaram na Lituânia a tolerância e a solidariedade se constituem marcos significativos para a promoção da paz.

Os analistas veem a visita de Francisco a Vilnius como um fator estratégico regional, visto que a população do país é majoritariamente cristã, o que contribui para a propagação de discursos acolhedores. Ainda é pertinente salientar a discordância que surge de tempos em tempos entre os Estados bálticos e a Rússia, e que uma nação como a Lituânia poderia vir a acrescentar pontos positivos nas suas relações com seus vizinhos.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Papa Francisco” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/2/22/Despedida_a_S.S._Papa_Francisco_-_24807441200.jpg/1280px-Despedida_a_S.S._Papa_Francisco_-_24807441200.jpg

Imagem 2 Catedral de Vilnius” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/4/45/Vilnius_%28Wilno%29_-_cathedral.jpg/640px-Vilnius_%28Wilno%29_-_cathedral.jpg

Bruno Veillard - Colaborador Voluntário Júnior

Mestrando pelo Programa de Pós-graduação em Sociologia e Política (PPG-SP), e Bacharel em Relações Internacionais pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro vinculado a Universidade Cândido Mendes (IUPERJ/UCAM). Atua na produção de notas analíticas e análises conjunturais na área de política internacional com ênfase nos países Nórdico-Bálticos e Rússia.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!