LOADING

Type to search

O reforço de US$ 1 bilhão de Washington para o Leste Europeu

Share

A política externa do presidente Barack Obama ganhou na última semana um capítulo de grande relevância na relação com a Europa, circunstanciada pelo contencioso com a Rússia, em decorrência da crise ucraniana. Em viagem por Polônia, Bélgica e França, onde participou das celebrações pelos 70 anos do Dia D, Barack Obama deixou um recado não apenas para a Rússia, mas para manutenção da congruência da ordem internacional sob a ótica estadunidense.

Em passagem por Varsóvia, na Polônia, o Presidente norte americano anunciou reforço militar de US$ 1 bilhão objetivando a ampliação da presença do Estado nas cercanias russas, considera por analistas uma clara mensagem de desaprovação as atitudes recentes do Kremlin em apoiar os separatistas pró-Rússia no Leste da Ucrânia.

O programa denominado de Fundo de Reafirmação Europeu (European Reassurance Fund) prevê medidas para o aumento da capacidade de prontidão e resposta das forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) em situações de ameaça e atividades desestabilizadoras. O Fundo ainda agrega incremento dos exercícios militares, treinamento das tropas norte-americanas baseadas no continente europeu, bem como aproximar países como Geórgia, Moldávia e Ucrânia ao espectro de ações da OTAN e dos Estados Unidos.

Outra parte do programa vislumbra, de acordo com a Casa Branca, reposicionar equipamentos e infraestrutura na Europa, além de aumentar nos mares Báltico e Negro a presença da Marinha dos Estados Unidos (US. Navy). Em paralelo, já é possível acompanhar a presença de aproximadamente 600 paraquedistas espalhados ao longo da Estônia, Letônia, Lituânia e Polônia formando algo parecido com um “cinturão” de segurança em torno dos aliados do Ocidente.

De acordo com fontes oficiais de Washington, o investimento previsto está dentro do orçamento fiscal de 2015 como parte do Fundo conhecido como Fundo de Contingência de Operações no Exterior (Overseas Contingency Operations Fund) com previsão de lançamento para esse mês, segundo um funcionário que não teve a identidade revelada. Trata-se de um Fundo similar usado para financiar os esforços de guerra tanto no Iraque, como no Afeganistão.

Com essa medida anunciada em viagem a Europa, Obama espera demonstrar o quão assertiva sua administração pode ser para responder a esforços beligerantes de Estados rivais.  A China com sua prerrogativa atual de abrangência continental pelo sudeste asiático e a Rússia, com postura de preservar sua segurança nas regiões que outrora foram zonas de influência tem recebido atenção especial de Washington, que acredita que medidas desestabilizadoras nesses níveis vislumbrados podem pulverizar a recuperação econômica tão em voga no Sistema Internacional. Observadores, no entanto, acrescentam que a lógica das tomadas de decisão que podem levar a medidas desestabilizadoras estão sendo realizadas neste momento também pelos EUA.

———————————————-

Imagem (Fonte):

https://timedotcom.files.wordpress.com/2014/06/obama-poland.jpg?w=1100

———————————————-

Fontes consultadas:

Ver:

http://www.cfr.org/nato/joint-press-conference-us-president-obama-polish-president-komorowski/p33060

Ver:

http://www.cfr.org/nato/north-atlantic-treaty-organization-nato/p28287

Ver:

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/06/140603_obama_militar_europa.shtml

Ver:

http://www.bloomberg.com/news/2014-06-03/obama-unveils-1-billion-europe-security-fund-amid-russia-threat.html

Ver:

http://www.washingtonpost.com/politics/us-announces-1-billion-program-to-boost-military-presence-in-eastern-europe/2014/06/03/414c0240-eb00-11e3-9f5c-9075d5508f0a_story.html

Victor José Portella Checchia - Colaborador Voluntário

Bacharel em Relações Internacionais (2009) pela Faculdades de Campinas (FACAMP), Especialista em Direito Internacional pela Escola Paulista de Direito (EPD) e Especialista em Política Internacional pelo CEIRI (Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais). Atuou em duas grandes multinacionais do setor de tecnologia e na área de Cooperação Internacional na Prefeitura Municipal de Campinas com captação de recursos externos, desenvolvimento de projetos na área econômica e comercial e buscando oportunidades de negócios para o município. Atualmente é Consultor de Novos Negócios na Avanth International em Campinas/SP. Escreve semanalmente sobre América do Norte com foco nos Estados Unidos.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!