LOADING

Type to search

OAS exige indenização de US$ 42 milhões para retomar trabalhos no Haiti

Share

De acordo com nota do jornal “Folha de São Paulo”*, a construtora brasileira OAS parou a construção de uma rodovia no Haiti e poderá deixar o país nas próximas semanas, pois, segundo a empresa, o Governo haitiano não cumpriu sua obrigação de desapropriar áreas, garantir a segurança e o isolamento da região. Por conta disso, a OAS está exigindo uma indenização de US$ 42 milhões para retomar os trabalhos.

 

A construção desta rodovia de 69 km foi objeto de uma licitação realizada em 2009, orçada em US$ 95 milhões para a obra. Por conta dos atrasos provocados pelo terremoto, este valor já foi reajustado para US$ 132 milhões.

Pelo divulgado no Jornal*, o ministro de Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Jacques Rousseau, reprovou a medida da OAS em abandonar as obras e ressaltou que poderia punir a empresa.

—————————————

Fonte Consultada:

* Ver:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1146856-oas-paralisa-obra-no-haiti-e-quer-indenizacao.shtml

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.