LOADING

Type to search

Os resultados da “Cúpula União Européia – China”

Share

Ocorreu em Bruxelas, no último dia 20, a décima quinta “Cúpula União Europeia-China” com o objetivo de aprofundar e fortalecer as relações existentes entre ambas as partes. De acordo com Documento divulgado pelo “Conselho Europeu*, as discussões seriam focadas nos seguintes temas: (1) a parceria estratégica; (2) a situação econômica da China e daZona do Euro”; (3) as relações bilaterais; (4) questões globais, como o G20 e as mudanças climáticas e (5) questões regionais e internacionais, envolvendo temas que vão desde o desenvolvimento dos países africanos até os conflitos na Síria.

 

Para o presidente da “Comissão Européia”, José Manuel Barroso, “a cooperação entre a UE e a China é indispensável no mundo de hoje, como demonstrada pelo crescente número de questões globais em nossa agenda comum – de assuntos referentes à economia e ao comércio até questões ligadas as mudanças climáticas e ao desenvolvimento sustentável. Nossa crescente interdependência deve contribuir para trazer mais oportunidades para os cidadãos e para os negócios”**.

Entretanto o tom otimista utilizado por Barroso não correspondeu em grande parte às negociações da Cúpula. Após ter anunciado que o Governo chinês irá continuar a ajudar a “Zona do Euro”, através da compra de títulos da dívida pública e de uma possível cooperação com o “Mecanismo Europeu de Estabilidade”, Wen Jiabao, primeiro-ministro chinês, criticou os fortes embargos econômicos e comerciais utilizados pelo Bloco europeu. Afirmou: “Eu lamento profundamente isso [os embargos] e espero que a UE tenha maior iniciativa para resolver tais questões”***.

A “União Europeia” ainda não concedeu status de “economia de mercado” à China, classificando o país como uma “economia em desenvolvimento”, permitindo assim o uso de maiores tarifas comerciais sobre produtos chineses. No início do mês, a “Comissão Européiaaplicou medidas anti-dumping contra a China, após acusar o país de produzir painéis solares com preços abaixo do mercado.

————————————-

[1] imagem: CRI-online

http://portuguese.cri.cn/561/2012/09/21/1s156435.htm

————————————-

Fontes:

* Ver:

http://www.european-council.europa.eu/home-page?lang=en

** Ver:

http://jornal.ceiri.com.br/wp-content/uploads/2012/09/132476.pdf

*** Ver:

http://www.dw.de/dw/article/0,,16252294,00.html

Tags:
Thiago Babo - Colaborador Voluntário

Mestrando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (Usp); Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Puc-SP). Colaborador do Núcleo de Análise da Conjuntura Internacional (NACI) e do Núcleo de Estudos de Política, História e Cultura (Polithicult). Experiência profissional como consultor de negócios internacionais. Atua nas áreas de Política Internacional, Integração Europeia, Negócios Internacionais e Segurança Internacional. No CEIRI NEWSPAPER é o Coordenador do Grupo Europa.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.