LOADING

Type to search

Países se comprometem a duplicar financiamento para conservação da biodiversidade

Share

A Conferência das Nações Unidas sobre a Preservação dos Recursos Naturais[1] terminou, no dia 17 de outubro, com o compromisso assumido pelos Governos de duplicar, até 2015, a ajuda para a conservação da biodiversidade nos países em desenvolvimento.

Será utilizada a média de financiamento anual da biodiversidade entre 2006 e 2010 como base para dobrar os recursos até 2015 e mantê-los constantes até 2020. Os Governos também concordaram em elevar o financiamento para projetos de biodiversidade.

Na Conferência, foi divulgado que o mundo não estava no caminho de cumprir as chamadas “Metas de Aichi”, que incluem cortar à metade a perda de hábitats, reduzir a poluição, reduzir a sobrepesca e pôr um freio na extinção das espécies. Com este panorama, o aumento de recursos é considerado crucial para alcançar as metas estabelecidas em 2010 para conter a perda de espécies da flora e da fauna até 2020.

No mês passado, a edição de 2014 do relatório Planeta Vivo[2], do Fundo Mundial para a Natureza (WWF), destacou um declínio de 52% nas espécies de mamíferos, aves, répteis, anfíbios e peixes no mundo entre 1970 e 2010. De acordo com este Documento, os seres humanos estão utilizando recursos naturais a uma taxa que exigiria 1,5 planeta Terra para sustentá-los, consumindo recursos animais, vegetais e outros em uma velocidade mais rápida do que a natureza consegue repor.

—————————————————————————

Imagem (Fonte wwf):

 http://d3nehc6yl9qzo4.cloudfront.net/img/original/logo_cdb_cop12.jpg

—————————————————————————

Fontes Consultadas:

[1] Ver:

http://www.cbd.int/doc/press/2014/pr-2014-10-17-cop-12-en.pdf

[2] Ver:

http://www.wwf.org.br/natureza_brasileira/especiais/relatorio_planeta_vivo/

Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!