LOADING

Type to search

Para primeira visita oficial, presidente Piñera vai a Argentina

Share

Curta e efetiva. É assim que pode ser rotulada a primeira visita de Estado que o Presidente do Chile, Sebastián Piñera, fez ao seu homólogo argentino, Mauricio Macri. Amigos de longa data, desde quando ambos eram dirigentes de clubes de futebol, os dois se reencontraram na noite do dia 25 de abril (2018). Desta vez, Macri, na condição de Presidente da Argentina, recebeu Piñera, quem recentemente iniciou seu segundo mandato presidencial à frente da República do Chile.

Presidente Sebastián Piñera é recebido pelo chanceler Jorge Faurie

O Presidente chileno chegou ao país austral acompanhado de sua esposa, Cecilia Morel, e de uma comitiva, encabeçada pelo seu Ministro das Relações Exteriores, Roberto Ampuero, e integrada por alguns empresários e senadores chilenos. Logo após serem recebidos pelo chanceler argentino Jorge Faurie, o presidente Piñera e sua esposa jantaram junto a Macri e sua esposa, Juliana Awada, na residência oficial do Presidente argentino.

No dia 26 de abril (2018), quinta-feira passada, começaram as atividades da agenda da visita oficial. Pela manhã, o mandatário chileno, junto com os empresários de sua comitiva, se reuniu com autoridades argentinas no marco de um encontro intitulado “Argentina – Chile, uma aliança estratégica para a criação de valor”. Espera-se que, dentre os temas abordados em tal reunião, o da cooperação econômica entre os dois Estados, no sentido de investimentos bilaterais, tenha recebido destaque. Segundo dados da Câmara Argentina de Comércio (CAC), a balança comercial entre ambos países cresceu 21% no ano de 2017.

Após a reunião matutina, Piñera rumou para a Casa Rosada, onde encontrou com Macri e seu gabinete para dar início ao que se espera ser um período longo e próspero de cooperação. Após mais de uma hora e meia de reunião, os presidentes fizeram uma declaração conjunta, dentro do palácio de governo, aos meios de imprensa. Nos poucos mais de quinze minutos de pronunciamento, sem direito a perguntas, os Chefes de Estado enfatizaram o quão especial é a relação entre Argentina e Chile; agradeceram um ao outro pela visita; e destacaram, em linhas gerais, os temas e acordos que foram tratados e assinados.

Dentre os vários compromissos assinados figuram diversos Memorandos de Entendimento (MoE) relativos a temas como: complementação econômica (comércio e energia); cadeias globais de valor; cooperação em cibersegurança; indústrias criativas; dentre outros. Vale destacar o de complementação econômica, o qual os líderes se comprometeram a enviar para seus respectivos Congressos Nacionais. Uma vez aprovada, a complementação pode marcar o primeiro passo de uma empreitada que, segundo Sebastián Piñera, busca unir o Mercosul com a Aliança do Pacífico.

Presidentes Piñera e Macri junto a Vargas Llosa durante ato na Fundación Libertad

Já pela noite, no último compromisso da sua agenda, o mandatário chileno e o presidente Macri participaram de um jantar de gala na “Fundación Libertad”, onde foram entrevistados pelo Prêmio Nobel de Literatura, Mario Vargas Llosa. A sessão de perguntas e respostas incluiu temas como educação, segurança, populismo e a situação na Venezuela.

Na manhã do dia 27 (abril 2018), o presidente Piñera e sua comitiva deixaram a República Argentina e partiram em direção ao Brasil, onde o presidente Michel Temer recebeu um possível novo aliado dentro da região.

No que concerne à visita oficial à Argentina, pode-se falar em sucesso quase total, dado o curso das negociações com Mauricio Macri. Como ponto negativo, deve-se mencionar a não designação de um embaixador chileno para exercer função na Argentina. Um pequeno detalhe que não parece ter abalado o cenário positivo da visita.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Presidentes Macri e Piñera se cumprimentam dentro da Casa Rosada” (Fonte):

https://minrel.gob.cl/comunicado-conjunto-de-la-visita-oficial-a-la-republica-argentina-del/minrel/2018-04-27/180358.html

Imagem 2Presidente Sebastián Piñera é recebido pela chanceler Jorge Faurie” (Fonte):

https://prensa.presidencia.cl/fotografia.aspx?id=73623

Imagem 3 Presidentes Piñera e Macri junto a Vargas Llosa durante ato na Fundación Libertad” (Fonte):

https://prensa.presidencia.cl/fotografia.aspx?id=73665

Sergio Dorfler - Colaborador Voluntário

Sergio Alejandro Dorfler Bustamante (Bolívia) - De nacionalidade boliviana, é Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília. Possui experiência e interesse nas áreas de Integração Regional Sul-Americana, Democracia na América Latina, Pensamento Social e Político Latino-Americano e Modelos Alternativos de Desenvolvimento.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!