LOADING

Type to search

TARSO GENRO PROJETA RIO GRANDE DO SUL COMO PROTAGONISTA NO MERCOSUL

Share

Com a missão de negociar um “projeto conjunto de desenvolvimento econômico”, o governador do estado do Rio Grande do Sul (Brasil), Tarso Genro (PT), viajou ao Uruguai, onde ficará até o dia 9 de fevereiro, informou a assessoria de imprensa do Governador.

Na manhã de ontem, 7 de fevereiro, na residência oficial do embaixador do Brasil no Uruguai, João Carlos de Souza-Gomes, o governador Tarso Genro e os secretários da “Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico”, Cleber Prodanov; da “Agricultura, Pecuária e Agronegócio”, Luiz Fernando Mainardi, e do “Desenvolvimento e Promoção do Investimento”, Mauro Knijnik, reuniram-se com empresários brasileiros e uruguaios para analisar as potencialidades e o fortalecimento das cadeias produtivas ligadas ao Rio Grande do Sul.

 

No encontro, ficou definido que a “Câmara de Indústria e Comércio do Uruguai” irá organizar, ainda no primeiro semestre deste ano (2011), uma viagem de empresários com o interesse de investir no Brasil. O secretário Mauro Knijnik declarou acreditar “que o estreitamento da relação entre o Rio Grande do Sul e o Uruguai vai gerar um crescimento econômico e social para os dois”.

A manhã terminou com uma reunião com a “Comissão dos Representantes Permanentes do Mercosul”. O Governador gaúcho (forma como os brasileiros se referem aos cidadãos originários deste estado do Brasil) ressaltou na reunião que “na questão do MERCOSUL, o Rio Grande do Sul tem a pretensão de ser um espaço privilegiado de unidade sul-americana, fazendo desse espaço um território de conexão entre os países”.

Entre os temas discutidos no encontro estão a reativação de linhas férreas entre o Estado brasileiro e o Uruguai e a comercialização conjunta de arroz para o mercado global. A comissão destacou que está marcada para primeira semana de março uma reunião entre representantes de Brasil, Uruguai e Argentina para tratar da questão do arroz.

O Uruguai é o maior fornecedor de arroz para o Brasil, alcançando quase 500 mil toneladas em 2010, mas o ingresso deste produto em excesso, acompanhado das importações que o Brasil recebe da Argentina e do Paraguai, estão afetando os preços internos do produto.

O Brasil teve excedentes na produção de arroz no ano passado e os uruguaios, argentinos e paraguaios, entram no país com incentivos tributários. Conseqüentemente, com valores de mercado muito baixos, afetando os preços e a comercialização interna.

Em meio à crise no setor orizícola brasileiro, Tarso defende que o “Mercado Comum do Sul” (MERCOSUL) precisa direcionar seus excedentes para terceiros países e essa é uma medida possível com engenharia política e habilidade comercial.

Além das questões acima mencionadas, uma das metas de Tarso Genro nesta viagem é pleitear que o estado gaúcho seja sede das comemorações dos 20 anos do MERCOSUL, que ocorrem em 2011. “O desejo do Governo do Estado é ser o protagonista do Bloco a partir desta viagem”, afirmou o assessor de “Cooperação e Relações Internacionais” do Gabinete do Governo riograndense, Tarson Nuñez.

Analistas estão avaliando positivamente a iniciativa do mandatário, convergindo para a opinião de que sua decisão é uma conclusão lógica do posicionamento deste Estado brasileiro em relação ao Bloco sul-americano, gerando questionamentos o fato de as autoridades da região não terem dedicado atenção a isto até este momento.

Observadores afirmam que muito deve ser construído para o MERCOSUL adquirir a configuração de um Bloco real, efetivo e concreto, principalmente em questões econômicas, no trabalho de infra-estrutura e na articulação entre os empresários dos países membros, permitindo que siga um caminho tão eficiente quanto o da construção da “União Européia”.

Por esta razão a atitude está sendo vista como uma ação correta e na linha adequada para a construção de um Bloco econômico, devendo-se ressaltar que esperam os resultados das reuniões para avaliar a forma como serão gerenciados os projetos e as parcerias.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!