LOADING

Type to search

Venezuela criou um “Fundo de Assistência ao Haiti”

Share

O Chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou a criação de um fundo de assistência sobre o Haiti. à margem do “Fórum Internacional sobre o Haiti”, intitulado “Solidariedade com Haiti para além das Crises”, em 3 de junho passado, na República Dominicana. O fundo, que tem um montante de 2,6 bilhões de dólares, permitirá realizar o programa para o período “2011-2016”.

Os participantes do “Fórum Punto Cana”, na República Dominicana, firmaram de novo seu compromisso de participar da criação de 10 bilhões de dólares, anunciada ao precedente “Fórum de Nova York”, de 31 de março passado. Até agora, somente o Brasil e a Venezuela começaram a materializar suas promessas. A Venezuela anulou totalmente a dívida petroleira do Haiti e o Brasil desembolsou 55 milhões de dólares.

Neste sentido, os haitianos devem entender que não podem confiar tanto na cooperação internacional para reconstruir seu país. O progresso do Haiti tem sua fonte em um consenso histórico de todos os setores vivos para implementar um projeto durável como a Coréia do Sul, depois da “Guerra da Coréia” (1950-1953) e Ruanda, depois do genocídio, em 1994.

ORIGINAL  

POLÍTICA Y COOPERACIÓN INTERNACIONALVenezuela creó un fondo de asistencia a Haití

El Canciller Venezolano, Nicolás Maduro, ha anunciado al margen del foro internacional  sobre Haití, intitulado “Solidaridad con Haití mas allá de la crisis”,  el 3 de junio pasado en Republica Dominicana, la creación de un fondo de asistencia sobre Haití. El fondo que tiene un monto de 2,6 billones de dólares permitirá realizar programa por el periodo “2011-2016”

Los participantes al foro de Punto Cana en Republica Dominicana han afirmado de nuevo su compromiso de participar a la creación de 10 billones de dólares anunciada al precedente  foro en Nueva Cork el 31 de marzo pasado. Hasta ahora solo Brasil y Venezuela han empezado a materializar sus promesas. Venezuela ha anulado totalmente la deuda petrolera de Haití y Brasil ha desembolsado 55 millones de dólares.

En este sentido los haitianos deben entender que no pueden confiar tanto a  la cooperación internacional para reconstruir su país. El progreso de Haití tiene su fuento en un consenso historico de todos los sectores vivos para implementar un proyecto durable como Corea del Sur, después de la Guerra de Corea (1950-1953) y Rwanda después del genocidio en 1994.

Tags:
Jean Garry - Porto Príncipe (Haiti)

De nacionalidade haitiana, é formado em Marketing pela Universidad Interamericana de Santo Domingo, possui Pós-Graduação em Gestão de Projetos Sociais pela Universidad Autónoma de Santo Domingo e Mestrado em Economia pela Universidad Internacional de Andalucía (Espanha). É graduado no Curso de Gerenciamento Social do Instituto de Desenvolvimento Social (INDES) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Washington, e do curso Gestão Estratégica do Desenvolvimento Social e Regional da Comissão Econômica para América Latina (CEPAL) em Santiago do Chile. Tem experiência como Gerente de Marketing em diversas empresas privadas e trabalhou como consultor em Desenvolvimento Comunitário do Ministério de Obras Públicas do Haiti e em diversos projetos de desenvolvimento.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!