LOADING

Type to search

10 de Abril: Eleições Presidenciais no Peru

Share

Dentro de, aproximadamente, 20 dias ocorrerão eleições presidenciais no Peru e o resultado eleitoral será importante para a “configuração das relações de força” e “avaliação da tendência ideológica” no subcontinente sul-americano.

Durante o mandato do atual Presidente, Alan Garcia, o país manteve o crescimento sustentável, apresentando no ano passado, 2010, uma taxa de expansão de 8,3%, de acordo com boletins do “Fundo Monetário Internacional” (FMI), que o configurou como o maior índice da America Latina.

Além disso, o Peru tem assinado “Tratados de Livre Comércio” (TLC) com as vários países, destacando-se os firmados com as principais economias mundiais (EUA, China, União Européia, Japão e Coréia do Sul), ao ponto de ser referido como um modelo a ser seguido na região, pois, além do alto crescimento, tem adotado política que preza o saneamento do Estado e a manutenção de uma taxa de inflação baixa, tanto que conseguiu reduzi-la de 2009 para 2010, quando houve queda de 2,9% para 1,7%. Estes fatores têm sido atraentes para os investidores.

O país vive a situação de escolher um mandatário que mantenha a mesma tendência da economia, bem como o estímulo aos investimentos estrangeiros diretos. Cinco candidatos apresentam-se com possibilidades de chegar ao segundo turno, uma vez que observadores já dão como certa esta situação, pois a diferença entre eles é pequena e há empate técnico entre três.

Pelas pesquisas da empresa “Datum Internacional” disseminadas nos jornais peruanos no dia 21 de março, a liderança continua com Alejandro Toledo, que apresenta 20,02% das intenções de voto. Em segundo lugar apareceu Olanta Humala, com 18,5%, uma vez que ele cresceu seguidamente ao longo das últimas semanas, à medida que Toledo foi perdendo índices de intenção de votos.

No terceiro, aparece a filha do ex-presidente Alberto Fujimori, Keiko Fujimori, com 17%, que perdeu a segunda posição, mas está estável, pois sua perda de pontos está dentro da margem de erro.

Em quarto, continua Luis Castañeda, ex-prefeito de Lima, com 15,5%, e, em quinto, vem o ex-primeiro-ministro Pedro Pablo Kuczysnki, com 12,7%. A margem de erro é de 2,2%, para mais e para menos.

Outra instituição, a “Ipsos-Apoyo” apresentou índices aproximados, mantendo ordem semelhante, devido aos empates registrados. Segundo seus dados, Toledo aparece com 23% das intenções de voto e Fujimori com 19%. A pesquisa dá Humala também em segundo, com 19%, e Castañeda aparece com 14%, empatado com Kuczynski, ou seja, os dois no terceiro lugar.

Em ambos os casos, os candidatos que apresentaram maiores ganhos percentuais nos últimos 15 dias foram Humala e Kuczysnki, em velocidade proporcional a da perda de pontos de Toledo, razão pela qual nenhum observador arrisca afirmar quem serão os candidatos que estarão no segundo turno, mas apenas que ele ocorrerá.

Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!