LOADING

Type to search

A instabilidade na Tailândia está despertando “preocupação”

Share

Os protestos na Tailândia envolvendo o grupo “camisas vermelhas” preocupam as autoridades do governo local e os Estados vizinhos. Já faz mais de 20 dias que ocorrem manifestações pedindo a demissão do atual primeiro-ministro, Abhisit Vejjajiva, tal qual é exigido pelos opositores e manifestantes anti-governo.

Devido às manifestações e conflitos, a bolsa de Bangkok vem apresentando baixas, como a ocorrida ontem (12 de abril), com uma queda de 5% no meio da sua sessão. O índice SET perdia 5,2%, fixando-se em 748,29 pontos. As transações na Bolsa foram instáveis e geraram péssimos resultados, refletindo na economia do país.

O principal fator que explica esta quebra é a agitação política, uma vez que não existe outro fator provável“, apontou um analista da “Phillip Securities”.

A instabilidade política está sendo gerada no país, a ponto de o Chefe do Exército tailandês fazer um apelo aos responsáveis no governo para que encontrem uma solução para a crise. O Exército informou que não é capaz de trazer resposta duradoura para a crise que está dividindo a sociedade há quatro anos.

Ele declarou: “Devemos virar-nos para a política para encontrar uma solução. (…) O problema será resolvido com a dissolução da Câmara baixa do Parlamento. Mas, a data da dissolução dependerá de negociações”.

As forças militares têm papel importante na política local, pois elas já cooperaram para a estabilidade e paz ao longo das 18 tentativas e “Golpe de Estado” ocorridas desde 1932.

A crise está preocupando até membros do governo chinês, país vizinho e um aliado do Reino da Tailândia, com parcerias comerciais e relações de confiança mútua. O porta-voz do “Ministério dos Negócios Estrangeiros da China” declarou em comunicado oficial: “Enquanto país amigo e vizinho próximo, a China espera sinceramente que a paz social seja restabelecida sem demora na Tailândia, para que a situação política estabilize, a economia se desenvolva e a população possa viver e trabalhar em paz“.

A instabilidade política está espantando investimentos estrangeiros e afetando a economia, podendo trazer males também na dimensão da política externa, pois as manifestações dificultam a realização de cooperação com as nações vizinhas, já que tem gerado segurança para a celebração de Acordos.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!