LOADING

Type to search

Após a morte de seu Presidente, Polônia deverá organizar eleições presidenciais antes de junho

Share

Neste sábado, dia 10 de abril, o Presidente da Polônia, Lech Kaczynski, e líderes militares e civis morreram em queda de avião oficial perto de Smolensk, na Rússia. O Ministério de Emergência da Rússia informou que havia 96 mortos (88 deles faziam parte da delegação do Estado polonês).

A delegação polonesa viajava para Katyn, local onde há 70 anos foram assassinados pela polícia política de Stalin mais de 20 mil poloneses, em sua maioria, oficiais do Exército.

Dado o caráter da viagem, no avião estavam ainda dirigentes partidários e historiadores.

Seguindo as orientações da Constituição da Polônia, o chefe do Parlamento, Bronislaw Komorowski, assumiu à Presidência interinamente e deverá organizar eleição presidencial antes do final de junho.

Os peritos russos excluíram uma falha técnica como causa do acidente. Até o momento, russos e poloneses estão analisando as caixas pretas recuperadas.

O polonês Jerzy Buzek, “Presidente do Parlamento Europeu”, afirmou em comunicado oficial que este acidente é “uma catástrofe inimaginável para a Europa, que acaba de sofrer uma grande perda. A Polônia vivendo uma tragédia indescritível. Nunca, na história da Europa, um acidente de aviação vitimou um número tão elevado de altas personalidades democraticamente eleitas. Viajavam em trabalho, representando os cidadãos. (…) Enquanto cidadão polonês, partilho o meu luto e a minha tristeza com os 38 milhões de cidadãos poloneses”.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!