LOADING

Type to search

Associação Empresarial Argentina questiona intervenções estatais na economia

Share

Em pronunciamento realizado no dia 15 de agosto, a Associação Empresarial Argentina (AEA), questionou as intervenções do Estado na economia, qualificando-as como “discriminatórias e injustificadas”.

 

Segundo a AEA, as medidas tomadas pelo governo derrubam o dinamismo da economia e vão contra o desenvolvimento econômico e social do país, reiterando que “a segurança jurídica, a previsibilidade e a estabilidade das regras do jogo são condições necessárias para o normal desenvolvimento das empresas, preservação e criação de empregos e para a decisão em realizar investimentos na Argentina”.

A intervenção estatal na economia cresceu nos últimos seis anos, desestimulando investimentos nacionais e estrangeiros. Embora tenha aumentando as medidas assistencialistas de apoio à população, também tem ocorrido, simultaneamente, o aumento de impostos para a população.

Nos últimos meses foram aprovados empréstimos do Banco Mundial (BM) e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) à Argentina, que deverá concentrar os recursos em suas medidas assistencialistas para apoiar a população neste momento crítico.

Na adoção dessas medidas, o governo não tem vislumbrado que elas são meramente paliativas, já que elas não são apresentadas dentro de um planejamento de desenvolvimento em longo prazo, além de ter sido ignorado o setor privado que é um vetor capaz de fomentar o desenvolvimento econômico e social do país. Inversamente, as medidas intervencionistas têm enfraquecido este setor que, neste momento, resolve criticar fortemente o governo, para que reavalie e mude a linha de suas ações.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!