LOADING

Type to search

Aumenta a crise entre o governo argentino e a mídia

Share

A mídia argentina está dando a resposta à Presidente do pais, Cristina Fernandez Kirchner, devido ao confronto e às acusações feitas contra o grupo do Jornal “Clarin” e também ao confronto contra o “La Nacion”, outro dos grandes jornais argentinos.

Observadores afirmam que os conflitos gerados visam o controle da mídia, um ano antes das eleições presidenciais, que ocorrerão em 2011.Segundo suas análises, o objetivo é desmontar e controlar o setor. Para isso criou a “Lei da Mídia” e está tentando estatizar a empresa responsável pela fabricação do papel usado pelos maiores jornais.

Os jornalistas, os analistas e os opositores se uniram e estão entrando em confronto direto com o governo, mostrando a estratégia que está sendo adotada pela Presidente e começaram a atacá-la.

Semana passada, economistas denunciaram que o governo está mascarando os índices da inflação para tentar gerar um nível de aprovação popular, com vistas ao processo eleitoral que se avizinha.

Para completar, foi lançado um livro com biografia não autorizada de Cristina, afirmando que há uma dura luta entre ela e o ex-presidente, Nestor Kirchner, seu marido, chegando à agressão física, pelo fato de ter retrucado ordem deste para renunciar, quando ocorreu a crise da derrota do projeto do “tarifaço agrário” no Senado da Argentina.

De acordo com Sylvina Walger, a autora do livro intitulado “Cristina, de Parlamentar combativa à Presidente Fashion”, quando a Presidente recusou à sugestão do marido, sua resposta foi que, “não o faria e, se quisesse, ele poderia partir”. A réplica de Néstor foi um “soco certeiro”.

Esta é uma insinuação de que ela não tem controle sobre o governo, mas responde aos mandos do marido. Observadores começam a afirmar que a Presidente, com a guerra que resolveu começar, perderá mais prestígio, pois agora terá de confrontar vários setores e, hoje, conta com o descontentamento de, aproximadamente, 70% da população.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!