LOADING

Type to search

Bolívia acredita em parceria com Brasil para desenvolver integração energética na região

Share

O governo da Bolívia afirmou que deseja realizar parceria com o Brasil, mais precisamente com a Eletrobrás, para aproveitar o potencial hidrelétrico do país que, hoje, está em torno de, aproximadamente, 1% do total, estimado em 40 gigwatts.

Acreditam que a parceria como Brasil será essencial devido a dois fatores: (1) a experiência brasileira com o Peru,  com o qual há projeto de construção de cinco usinas hidrelétricas e (2) ao fato de  “parte desse potencial estar situado na fronteira com o Brasil”, o que obriga a considerar os brasileiros automaticamente.

Segundo afirmação do vice-ministro de “Eletricidade e Energias Alternativas da Bolívia”, Roberto Peredo Echazú, a produção deve destinar-se ao mercado interno boliviano, já que o país carece de fornecimento e, embora se imagine que seria compartilhada com os brasileiros, estes não necessitam de fornecimento energético, já que nada importam para o seu consumo interno.

Analistas têm ressaltado que uma das estratégias essenciais para os bolivarianos é a criação de uma malha energética na América do Sul como forma de garantir as suas inserções na globalização da cadeia produtiva, fazendo a integração regional sob a sua influência

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!