LOADING

Type to search

Chávez adota postura ativa e polarizada para as eleições legislativas

Share

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, assumiu a postura mais ativa e intensa, faltando poucos menos de duas semanas para as eleições legislativas que ocorrerão no próximo dia 26 de setembro de 2010. As atitudes do Presidente se concentram no assistencialismo e na polarização do processo eleitoral, apresentando-o como a luta do “bem” e o do “mal” (o nós, ou o eles).

Além de radicalizar o seu discurso interno, neste momento em que o governo atinge o índice mais baixo registrado, estando na casa dos 30%, o Presidente está anunciando publicamente que não deslocará verbas e recursos para os Estados que são opositores, numa forma de constranger a posição e trazer temor às populações das regiões onde ele tem minoria na aprovação.

Em suas palavras: “É impossível trabalhar com eles, vocês acham que vou dar um centavo a um governador da oposição? Para quê? Eles são burgueses”. Isto está sendo considerado pela oposição e pelos analistas como um afronta às regras da Democracia.

Apesar de serem eleições legislativas, os observadores internacionais apresentam que a figura do Presidente se destaca e coloca o debate político como se fosse uma eleição presidencial, quase uma prévia do que acontecerá no próximo ano.

Chávez tem usado também da brasileira “Caixa Econômica Federal” (CEF) para fazer campanha. O governo fechou convênio entre o “Banco de Venezuela” com a CEF para ampliar a “bancarização” do país, levando máquinas para disseminar os postos de atendimento bancários em regiões pobres, num processo de disseminação similar ao que ocorre com a lotéricas no Brasil. O programa está sendo chamado de “bancarização popular” e junto deste está sendo criado uma versão venezuelana do “Minha Casa, Minha Vida” do Brasil.

Segundo Chávez, será uma forma de o Banco chegar aos bairros pobres. Em suas palavras, quando fazia discurso no complexo de favelas do Petare (leste de Caracas), “Ninguém vai precisar gastar passagem para ir ao Banco. O banco vai estar aqui. Vocês vão poder receber as bolsas das missões”. Afirmou isto logo após gritar um “Viva, Lula!”, recebendo grandes aplausos.

Para estimular e manter o controle eleitoral sobre a classe mais pobre da população, aquela  que lhe dá sustentação, Chávez mostrou que manterá o programa do “cartão bom viver”, que os analistas estão afirmando ser uma oferta eleitoral para o povo mais pobre do pais manter o voto em seus candidatos.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.