LOADING

Type to search

Chávez cancela racionamento de energia no país e intensifica controle das informações no país

Share

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou o corte do racionamento de energia que estava sendo aplicado no país, faltando três meses para as eleições legislativas no país.

A medida foi anunciada apenas dois dias depois de o Presidente ter comunicado à população que seria feita a prorrogação do racionamento por mais 60 dias. A situação venezuelana não se normalizou, tanto que foi admitido que haverá possibilidades de cortes nos horários de pico. A questão é que estas medidas abalaram a popularidade do presidente que teme a vitória da oposição no congresso venezuelano, algo que ele define como uma catástrofe.

Chávez tem intensificado suas ações em vista de garantir o controle de todos os setores sociais. Ontem, conclamou o pequeno e médio empresariado a aderir ao processo de implantação do modelo de socialismo na Venezuela, ao mesmo tempo em que circulou na mídia venezuelana notícias da ordem de prisão ao dono da “Globovisión”, Guillermo Zuloaga, que é opositor do governo, sob acusação de irregularidades administrativas e injúrias contra o chefe de Estado do país.

Também foi anunciada na semana passada a criação, por Decreto, de um “Centro de compilação e classificação de informações”, ligado ao “Ministério da Justiça”, com a missão de declarar “sigiloso ou secreto” qualquer dado estatal.

Analistas, jornalistas, sindicatos de imprensa, ONGs e oposição consideram que será uma forma de controlar o acesso à informação no país. Assim, segundo interpretam, o governo poderá tornar sigilosa qualquer informação que lhe seja importante, divulgando apenas o que lhe é favorável, algo que avaliam como a criação de um “estado de exceção” permanente, principalmente se for levado em conta que o governo tem todo o sistema político sob controle, controlando todos os poderes do Estado, em especial o Legislativo, onde tem quase totalidade do Congresso.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.