LOADING

Type to search

China aceitará trabalhar com FMI para auxiliar na reforma do sistema financeiro e econômico mundial

Share

De acordo com anúncio disseminado pela agência de notícias oficial chinesa “Xinhua”, o primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, declarou que seu país trabalhará coordenado com o “Fundo Monetário Internacional” (FMI) para a reforma necessária a economia mundial.

Todos são concordantes de que para a economia voltar a crescer e se reorganizar será necessário um trabalho coletivo e coordenado entre todos os países do mundo, com reciprocidade nos ganhos e despesas.

De acordo com Jiabao, “para superar completamente a crise financeira mundial e realizar um desenvolvimento sustentável, é necessário que a comunidade internacional siga o caminho dos benefícios mútuos e o desenvolvimento comum” e que “intensifique a reforma dos sistemas econômico e financeiro mundiais”.

Apesar dos elogios feitos pelos representantes do FMI a respeito das ações chinesas, como a declaração do diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, feita durante reunião realizada em Pequim, de que as medidas adotadas pelo governo da China foram “corretas”, sabe-se que a China terá de mudar seu comportamento e aceitar certos parâmetros e exigências da comunidade internacional. Observadores acreditam que este é o ponto essencial no trabalho de coordenação conjunta entre chineses e FMI.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.