LOADING

Type to search

China mantém suspensão de intercâmbios militares com os Estados Unidos

Share

Desde o início do ano de 2010, os Estados Unidos tomaram decisões que foram vistas negativamente pelo governo chinês. Dentre elas: a venda de armas para Taiwan; as discussões sobre o monitoramento do governo no Google; os ataques de hackers, ditos chineses, e, por final, o encontro entre Dalai Lama e o presidente Barack Obama, problemas tais que geraram tensões políticas.

Devido ao governo norte-americano não cancelar a venda de armas para a ilha de Formosa, Bejing manterá suspenso o intercâmbio militar com os EUA, afirmou o Ministro da Defesa da China, Huang Xueping.

A parte norte-americana tem total responsabilidade pela atual dificuldade nos intercâmbios militares China-EUA“, afirmou Xueping, em uma declaração oficial do Ministério da Defesa.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!