LOADING

Type to search

Share

O governo da China anunciou que irá investir cerca de 800 bilhões de yuans (aproximadamente 120 bilhões de dólares) em linhas férreas de alta velocidade no país. Os chineses consideram as linhas de alta velocidade como o melhor meio de promover uma economia de baixo carbono.

Segundo o “Ministério das Ferrovias da China”, os investimentos serão destinados para um percurso de 6.000 km em rotas estratégicas dentro do seu território. Segundo Yu Bangli, economista chefe do Ministério, os investimentos serão para aumentar as linhas de alta velocidade do país até o ano de 2012.

Em um ano em que os países buscam fontes para desenvolver uma economia “verde”, preservando o meio-ambiente, o engenheiro geral do “Ministério das Ferrovias”, He Huawu, enfatiza que o modo de construção desta rede de transporte ferroviário será voltada para a economia energética e preservação ambiental.

Os investimentos e a velocidade com a qual serão construídas tais linhas férreas de alta velocidade podem chamar a atenção dos responsáveis pelo projeto do trem bala brasileiro, uma vez que o baixo-custo e o prazo de construção são alguns elementos considerados pelo planejamento brasileiro e, neste sentido, os chineses aparecem com grandes possibilidades de assumir o projeto.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!