LOADING

Type to search

Confederação Empresarial da CPLP pretende abrir uma delegação em Luanda

Share

O dirigente empresarial Jorge Rocha de Matos, declarou à “Agência Lusa”, ontem, 28 de abril, que a “Confederação Empresarial” da “Comunidade dos Países de Língua Portuguesa” (CPLP) vai abrir uma delegação em Luanda até ao final deste ano (2011).

Na reunião que fizemos avançamos com a possibilidade de abrir uma delegação da confederação empresarial em Luanda, uma vez que Angola preside à CPLP, pelo que se justifica plenamente que haja uma delegação em Luanda até ao final do ano”, informou Rocha de Matos.

Matos também anunciou o “grande interesse” em fazer a avaliação de um fundo financeiro para apoiar projetos de desenvolvimento no quadro da CPLP, inclusive o funcionamento da confederação empresarial, adiantou.

No fundo, “o que se pretende é criar um espírito de solidariedade entre as organizações empresariais que integram a CPLP, criando as condições para que cada um dos países membros possam funcionar como plataformas empresariais a partir das quais se atingirá os países que integram a comunidade regional”.

No caso de Angola, a “Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral” (SADEC); para Cabo Verde e da Guiné Bissau, a “Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental” (CDEAO); para São Tomé e Príncipe, a “Comunidade dos Estados da África Central” (CEAC); no caso brasileiro, o “MERCOSUL”; para o Timor Leste, a “Ásia Pacífico” e, finalizando, para Portugal, a “União Européia”.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.