LOADING

Type to search

Cristina Kirchner enfatiza industrialização da Argentina

Share

A presidente da Argentina, Cristina Fernandez Kirchner, reforça estratégia de industrialização como forma de garantir sua liderança política. O processo usa os investimentos públicos, apoiando as iniciativas privadas, para adquirir patamar importante no cenário mundial.

Em suas palavras, os empresários “vão continuar contando com o apoio das políticas ativas do Estado argentino para acelerar e aprofundar o processo de industrialização do país”. O  foco está na indústria automobilística com o intuito de fazer a alavancagem.

Em discurso realizado durante o lançamento de um novo modelo de carro da “Pegeot” (o “Pegeot 408”), a mandatária afirmou que serão dados estímulos ao desenvolvimento de vários segmentos dentro do setor com alto grau de tecnologia, o que dará salto no processo industrial. Em suas palavras, “o desafio é desenvolver também uma indústria de autopeças com leis pontuais para incorporar informática e tecnologia com vistas às exportações”.

A Presidente espera que os argentinos aumentem a produção de automóveis, estimando que subam para a 7a posição, saindo do 22o posto, que ocupam atualmente. Cristina terá de negociar com o Brasil e, para tanto já estão agendadas duas reuniões como presidente Lula, prevista para 2 e 3 de dezembro, em “Mar Del Plata”, durante a “Cúpula Íbero-Americana”, e no dia 17 do mesmo mês, em “Foz do Iguaçu”, no encontro da “Cúpula do MERCOSUL”. Hoje, o vice-chanceler argentino, Alberto D’Alotto, tem reunião com o secretário-geral do “Ministério das Relações Exteriores” do Brasil, Antonio Patriota, para analisar temas bilaterais, cumprindo agenda “dos encontros periódicos do ‘Mecanismo de Cooperação e Coordenação Bilateral Brasil-Argentina’ e será preparatória ao encontro bilateral que será mantido pelos presidentes antes do fim do ano”, segundo nota do ministério argentino.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!