LOADING

Type to search

Em Okinawa, Japoneses protestam contra a presença dos militares norte-americanos

Share

No último domingo, dia 25 de abril, a população japonesa novamente se mobilizou em uma grande manifestação contra a transferência da base aérea estadunidense de Futema para outra região de Okinawa.

Mais de 20 mil pessoas já se manifestaram contra a presença norte-americana na região e as propostas de manter a “Base Aérea” em Okinawa só aumentam os índices de rejeição do atual premiê japonês, Yukio Hatoyama.

A última manifestação realizada no dia 25 de abril contou também com autoridades políticas como Hirokazu Nakaima, governador da província. Os manifestantes exigem a transferência da base para fora de Okinawa ou até mesmo fora do Japão. Todas as cidades que estão nos planos de possível transferência também realizaram manifestações rejeitando a presença das unidades militares estrangeiras.

Yukio Hatoyama afirmou que essas manifestações constituem a vontade do povo e, desta forma, irá estudar os melhores caminhos para não confrontá-los ou afetar negativamente as relações nipo-americanas. Para Toshio Shimada, especialista na política do país e comentarista da rede estatal japonesa NHK, as manifestações foram um golpe para Hatoyama, trazendo mais dificuldades na hora de tomar a decisão final quanto ao futuro dos militares norte-americanos.

Desde o final da Segunda Guerra Mundial os EUA mantêm sua presença militar na província de Okinawa. Negociar a possível remoção deles será complexo para o Premiê japonês, pois os norte-americanos dificilmente aceitarão a mudança de suas instalações para fora do país, devido ao valor geoestratégico de suas Bases.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!