LOADING

Type to search

Empate técnico nas pesquisas eleitorais peruanas

Share

Apesar de terem ido ao segundo turno com grande diferença de votos, favorável ao nacionalista Ollanta Humala, os candidatos à “Presidência Peruana”, Ollanta  Humala (Ganha Peru) e Keiko Fujimori (Força 2011) apresentam-se neste momento tecnicamente empatados.

De acordo com pesquisas realizadas na semana passada e divulgadas ao longo desta semana, que se iniciou dia 1 de maio, os índices apontados demonstram empate técnico para todos os institutos.

Dentre estes podem ser citadas as sondagens feitas pela “Companhia Peruana de Investigação de Mercado”, em que Humala aparece com 40,6% da preferência, enquanto Keiko registra 36,8% e a apresentada pela “Datum Internacional” que mostra o candidato da coligação “Ganha Peru” com 41,5% das intenções, contra 40,3% dados à indicada pela coligação “Força 2011”.

Analistas apontam que não se pode descartar a repetição do ocorrido em 2006, na eleição de Alan Garcia, quando Ollanta Humala foi para o segundo turno com grande margem de diferença e perdeu o pleito.

As eleições de segundo turno deste ano (2011) serão realizadas em 5 de junho, havendo tempo suficiente para Keiko Fujimori garantir o apoio do leitorado de classe média em especial dos indecisos, que, de acordo com os dados divulgados pelos institutos, oscila na casa dos 7%.

Segundo observadores internacionais, as possibilidades de Keiko estão crescendo, graças ao comportamento adotado por ela, dentre eles o fato de ter ido à mídia pedir desculpas pelos erros de seu pai, Alberto Fujimori, quando foi Presidente do país (de 28 de julho de 1990 até 19 de novembro de 2000). Segundo interpretam, ela poderá garantir independência em relação a ele na visão de segmentos eleitorais importantes para garantir sua eleição.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.