LOADING

Type to search

Share

A organização terrorista ETA (“Euskadi Ta Askatasuna”, em Basco, traduzido para o português como “Pátria Basca e Liberdade”) anunciou um cessar-fogo permanente em uma declaração enviada à televisão pública basca (EITB).

O grupo separatista afirmou que não vai mais realizar atentados em sua campanha para se tornar independente da Espanha. A campanha violenta do ETA levou a mais de 830 mortes nos últimos 40 anos.

Nas última década e meia, o ETA já havia anunciado cessar-fogo em pelo menos 10 ocasiões. Em todas as vezes acabou abandonando a iniciativa, sendo o primeiro anúncio de cessar fogo realizado em 18 de setembro de 1998, terminando 14 meses mais tarde, em Madri, quando foi morto o Tenente-Coronel Pedro Blanco.

No vídeo, três integrantes da Organização aparecem com máscaras ao lado de bandeiras do grupo separatista. O integrante do meio lê um pronunciamento em “defesa da luta armada pela independência do País Basco”, mas no final afirma que o grupo agora quer atingir seu objetivo de forma pacífica e democrática. Afirmou que “O ETA confirma o seu comprometimento com a busca de uma solução democrática para o conflito”.

Percebem-se contradições no discurso: não é possível a organização continuar defendendo a luta armada pela independência do País Basco e, ao mesmo tempo, se comprometer com a “busca de uma solução democrática para o conflito”.

Observadores afirmam que os membros podem estar novamente buscando ganhar tempo para fortalecer a Organização, pois como eles próprios anunciaram, nos últimos anos, o ETA se enfraqueceu na Espanha, após a prisão de alguns dos seus líderes.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.