LOADING

Type to search

Share

Chegou ontem em Pyongyang o ex-presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter. Sua missão anunciada é negociar a libertação de um cidadão estadunidense condenado em território norte-coreano.

Carter está trabalhando para a liberação do professor Aijalon Mahli Gomes, que foi preso por entrar ilegalmente no país, através da China. Este foi o quarto norte-americano preso por entrar ilegalmente na Coréia do Norte e condenado à pena de “trabalhos forçados”.

Embora nada tenha sido declarado, a visita do Ex-Presidente pode ter outros objetivos além deste, pois Washington e a Coréia do Norte não mantém relações diplomáticas. Desperta a atenção o fato de o governo de Pyongyang ter informado que libertaria Gomes se um representante dos EUA realizasse uma visita oficial ao país, exatamente neste momento tenso na “península coreana”, em que militares dos Estados Unidos e da Coréia do Sul realizam exercícios conjuntos.

Segundo fontes norte-coreanas, citadas por noticiário chinês, o ex-presidente Jimmy Carter regressará aos Estados Unidos nesta quinta-feira juntamente com o professor Aijalon Mahli Gomes.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.