LOADING

Type to search

Fernando Lugo faz pacto com oposição para evitar que isolamento se concretize no Legislativo

Share

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, fez pacto com vários partidos da oposição para compor uma mesa no Senado de seu país e, assim, tentar garantir parâmetros de governabilidade.

Foi realizado um acordo entre luguistas, colorados, oviedistas e liberais com a duração de um ano. A presidência caberá ao colorado Oscar González Daher, que terá como assessores: Roberto Acevedo, do “Partido Liberal Radical Autêntico” (PLRA) e por Sixto Pereira (Tekojoja).

Alguns setores ficaram de fora do acordo, pois o Executivo acredita que apenas os grupos elencados são suficientes para garantir a maioria no Senado e a governabilidade do país. Pelo acordo está previsto que os colorados aprovarão a entrada da Venezuela no Mercosul e alguns projetos que são essências ao presidente Fernando Lugo, tal como a questão do “Imposto de Renda Pessoal” (IRP), que tem se tornado essencial para o orçamento do governo.

Apesar deste acordo, que visa manter a aproximação com a Venezuela, a esquerda do país está se voltando contra o Presidente. Os radicais acusam Lugo de ser antibolivariano, anti-esquerdista, além de estar se voltando contra os projetos que compuseram sua base de apoio, dentre eles a Reforma Agrária.

A acusação mais estranha é de que o atual presidente paraguaio é um agente infiltrado no governo do país. Usam como justificativa das suspeitas a sua ambivalência, agora aumentada com o pacto realizado com a oposição, além do fato de ser sobrinho de Epifanio Méndez de Fleitas, que alegam ser agente da CIA, e ter familiares trabalhando na USAID e no Departamento de Estado dos EUA. Sites com pesquisas sobre o tema estão sendo criados no Paraguai, como forma de desgastar o presidente.

A ação de Lugo pode garantir a sua governabilidade e permanência no cargo presidencial por um período, mas os analistas não acreditam que reverterá o descontentamento geral contra ele.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.