LOADING

Type to search

G-8 condena Coréia do Norte pelo naufrágio da embarcação militar sul-coreana, mas China evita tomar posicionamento

Share

Durante a reunião de cúpula do G-8 e G-20 realizado neste final de semana, no Canadá, o G-8 condenou a “Coréia do Norte” como culpada pelo naufrágio da embarcação militar sul-coreana na região de fronteira entre as Coréias. Embora se tenha tal condenação, a China diverge dos líderes, principalmente do Japão e da Coréia do Sul.

O Presidente chinês, Hu Jintao, em reunião com o presidente japonês, Naoto Kan, e com  presidente sul-coreano, Lee Myung Bak, solicitou “calma” aos dois líderes no tratamento da questão do naufrágio da embarcação da Coréia do Sul, declarando que entende a posição de Seul sobre o incidente, mas, até o momento, se pode apenas qualificar o ocorrido como “lamentável”, evitando posicionar-se de forma mais veemente.

Os líderes japoneses e sul-coreanos qualificaram a ação de Pyongyang como inadmissível e, desta forma, defendem a adoção de sansões ao seu governo e o início de ações conjuntas para que tais eventualidades não voltem a ocorrer na península coreana, pois estes líderes vêem o incidente como um indicativo de instabilidade na segurança da península coreana e em todo o continente asiático.

Japão, Coréia do Sul e Estados Unidos vêm, separadamente, pressionando a China para que ela lhes apóie neste momento, porém os resultados ainda são insatisfatórios, pois a China foi o único país que não se juntou ao G-8 em sua declaração conjunta condenando as ações norte-coreanas. 

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.