LOADING

Type to search

Governo argentino convoca reunião de líderes para tratar da presença americana nas bases colombianas

Share

A ministra da Defesa da Argentina, Nilda Garré, divulgou a preocupação com o uso das bases militares colombianas pelos EUA, devido ao Acordo Militar para o combate ao narcotráfico e ao terrorismo.

 

A ministra anunciou que o fato tem preocupado aos países signatários da UNASUL (União das Nações Sul-Americanas), razão pela qual está acertada uma reunião específica para tratar do problema no dia 28 de agosto, na cidade argentina de Bariloche. Segundo o divulgado, o tempo de duração do acordo entre colombianos e norte-americanos, 10 anos, é um fator determinante das preocupações.

Diante das aproximações comerciais que estão ocorrendo entre Venezuela e Argentina, os argentinos estão sendo importantes para auxiliar o presidente venezuelano, Hugo Chávez, na sua estratégia de publicidade para constranger os colombianos a desistirem da parceria.

Para a presidente da Argentina, o lucro imediato será comercial, pois garantirá para o presidente da Venezuela que ela está disposta a apoiá-lo, podendo aumentar os acordos comerciais que estão na pauta de relacionamento entre os sois países. Isso independe do fato de seu país não ser enquadrado como bolivariano.

O governo também obterá ganho político, já que, com o apoio da Venezuela nas exportações argentinas, será possível resolver parte dos problemas econômicos que o país está vivendo, inclusive o déficit interno que se prevê para o final do ano.

As ações argentinas precisam ser rápidas pelo fato de o atual governo estar perdendo apoio popular, ter diminuído o poder político no legislativo, onde não tem mais maioria, e também estar presenciando o crescimento da principal liderança opositora, o atual prefeito de Buenos Aires, Mauricio Macri.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!