LOADING

Type to search

Governo russo faz alerta sobre o programa do Irã

Share

O governo da Rússia está preocupado com o “Programa Nuclear” iraniano e anunciou à imprensa internacional que acredita estar este país próximo da construção de um artefato nuclear. A declaração foi feita pelo presidente Dimitri Medvedev, à TV russa, quando afirmou “estar claro que o Irã está chegando perto de adquirir um potencial, que em princípio, pode ser utilizado para uma arma nuclear“. O mandatário afirmou ainda que é necessário retomar “o mais rapidamente possível” o diálogo com os iranianos.

Complementou suas declarações declarando também: “tenho dito aos meus parceiros dos Estados Unidos, Europa e outros, em várias ocasiões que, como regra, as sanções não levam aos resultados esperados. (…). No entanto, elas têm um certo sentido, que é (ser) um sinal da comunidade internacional para estimular o processo de negociações“.

Ou seja, analistas internacionais afirmam que o mandatário mostra entendimento correto de que o processo de sanções não é a interrupção da negociação, mas a demonstração de que não se desistiu dela. Os russos acreditam que o fracasso no processo de negociação diplomática levará a “um fracasso global”, ou seja, entendem que os iranianos tenderão à extremidade lógica, significando isto um ato de violência.

Os indicativos são de que Medvedev e sua equipe sabem dos perigos reais da situação e começam a trabalhar pela interrupção do processo de forma acelerada, mas diplomática. Estão buscando nova estratégia para não abalar o equilíbrio regional e não produzir reações extremas dos iranianos, pois a Rússia será afetada imediatamente.

Assim, qualquer ato inadequado levará ao desequilíbrio do subsistema e os russos não podem permitir esta situação, principalmente neste momento em que o seu país reassume o papel de ator com projeções globais, devido à forma como está atuando o governo e o comportamento de estadista que está assumindo o presidente Dimitri Medvedev, o qual tem trabalhado pela ascensão econômica da Rússia, bem como a preservação da paz e manutenção do equilíbrio mundial.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.