LOADING

Type to search

Japão declara insatisfação com nova visita de autoridade russa às Ilhas Kurilas

Share

O governo do Japão manifestou ontem, terça-feira, dia 14 de dezembro, sua insatisfação com a visita feita pelo vice-primeiro-ministro da Rússia, Igor Shuválov, às ilhas Kurilas, passados poucos mais de um mês de outra visita feita peloo presidente russo, Dmitri Medvedev, a qual rendeu diálogos tensos entre os dois países, com ameaças de rompimento das relações diplomáticas. O porta-voz do governo declarou: “O Japão expressará tenazmente seu profundo pesar cada vez que um alto político russo visitar as ilhas Kurilas”. Além disso, afirmou que ações do gênero “não beneficiarão os esforços russos de desenvolver sua influência no extremo oriental”.

A questão envolve a disputa pela soberania da região, mesmo que  ela tenha sido ocupada pelos russos desde o final da “II Guerra Mundial”. A área é rica em minérios (com produtos como ouro, prata, hidrocarbonetos e titânio) e pesca. Por essa razão, nenhum dos dois Estados aceita renunciar à sua posse.

Quando ocorreu a “Cúpula do Fórum de Cooperação Ásia Pacífico” (Apec), ocorridos nos dias 12 e 13 de novembro de 2010, Medvedev fez reunião em Yokohama com o primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, para chegarem a um consenso. Não houve recuo sobre às reivindicações de soberania, mas se acertou a possibilidade de investimentos conjuntos na exploração das riquezas da região. Foi uma forma de construir um parâmetro de confiança e baixar a tensão entre ambos.

De acordo com a recente declaração de Shuválov, a Rússia fará investimentos em vários projetos em áreas sociais e infra-estrutura, visando melhorar a vida de seus habitantes. No entanto, sabe-se que se destina a criar as condições adequadas à exploração correta desses recursos.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!