LOADING

Type to search

Japão e China se comprometem em reatar as relações bilaterais

Share

O primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, e seu homólogo chinês, Wen Jiabao, realizaram o primeiro encontro após o incidente envolvendo as embarcações chinesa e japonesa no “Mar da China Oriental”, no início do mês de setembro deste ano (2010). Durante o encontro, ambos os líderes se comprometeram em reatar as relações dos dois países.

Alguns meios de comunicação e especialistas locais vinham discutindo o agravamento da tensão entre ambos e os perigos para os dois Estados, bem como para o futuro do desenvolvimento do leste-asiático. Para muitos, o incidente, que não foi considerado “grave”, e este pequeno desentendimento não podem ser “barreiras” entre as relações econômicas das duas maiores potências da região.

As economias da China e do Japão são de suma importância para a estabilidade econômica regional e suas oscilações podem impactar negativamente na economia mundial. Os analistas são unânimes que um mundo “pós-crise financeira” não se pode ter o “luxo” de por em risco relações importantes como as de tais países.

 

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.