LOADING

Type to search

Share

O primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, apresentou um pedido formal de desculpas para o povo coreano, pelos 35 anos de colonização da Coréia pelo “Império do Japão”.

Os japoneses colonizaram a Coréia em 1910, durante uma época de guerras, quando a península sofria com invasões chinesas e nipônicas. A colônia foi extinta com a derrota japonesa na “Segunda Guerra Mundial”, em 1945.

Exprimo aqui uma vez mais o meu profundo remorso e as minhas desculpas sinceras pelos sofrimentos e pelos prejuízos imensos infligidos pelo regime colonial”, declarou o “Primeiro-Ministro” japonês.

O Japão irá devolver uma série de documentos históricos que foram mantidos pela “Agência da Casa Imperial do Japão”. São Protocolos sobre a Corte da dinastia coreana e outras informações da península.

Depois do fim da colonização japonesa na Coréia, a península coreana foi divida em duas: o norte, comunista, e o sul, com modo de produção capitalista. Embora Japão e Coréia do Sul mantenham boas relações diplomáticas, não escondem suas rivalidades no comércio, além de outras áreas.

O governo japonês se diz confiante no futuro harmonioso das relações nipo-coreanas, pois a amizade está mais forte e, segundo Kan, os valores democráticos, a liberdade e a economia de mercado são os princípios que norteiam  o estreitamento dessas relações.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.